Nubia Soares, quarta no Ranking Mundial do triplo

Saltadora mineira marcou 14,56 m em 2017 / Fotos: Wagner Carmo/CBAtSaltadora mineira marcou 14,56 m em 2017 / Fotos: Wagner Carmo/CBAt

São Paulo – Um dos destaques do Brasil no Ranking Mundial Adulto de Atletismo, em 2017, é Nubia Aparecida Soares, que terminou a temporada em quarto lugar no salto triplo, com a marca de 14,56 (vento de 0.8 m/s), obtida ao vencer o Troféu Brasil Caixa de Atletismo, em junho, na Arena Caixa, em São Bernardo do Campo (SP).
Ela só ficou atrás da venezuelana Yulimar Rojas (14,96 m), da colombiana Caterine Ibargüen (14,89 m) e da cazaque Olga Rypakova (14,77 m). As três subiram, pela ordem, no pódio do Campeonato Mundial de Londres, em agosto.
 
Nubia, mineira de Lagoa da Prata, nascida a 26 de março de 1996, não pôde disputar o Mundial. Ela sofreu uma lesão no pé ao participar da etapa da Liga Diamante de Rabat, no Marrocos, no dia 13 de julho. Ela é atleta da B3 Atletismo e treina com Aristides Junqueira, em São Caetano do Sul (SP).
 
O Brasil tem 41 marcas entre as 50 melhores do mundo no Ranking Olímpico, que considera até três atletas por país em cada prova, Segundo as estatísticas publicadas no site da Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF). São 24 marcas no masculino e 17 no feminino – todas em provas individuais. O Atletismo brasileiro está representado neste Ranking por 39 atletas – 22 homens e 17 mulheres.
 
Das 41 marcas, seis estão entre as Top 10. Além de Nubia, destaca-se Rosangela Santos, primeira finalista nacional em um Campeonato Mundial nos 100 m e a primeira a atleta do País a correr prova em menos de 11 segundos. Ela ocupa o nono lugar, com 10.91 (-0.2), tempo alcançado na semifinal em Londres.
 
No lançamento do disco, Andressa de Oliveira Morais também está na nona colocação, com 64,68 m, mesma posição de Erica Rocha de Sena nos 20 km marcha atlética, com 1:26:56, quarta no Mundial e recordista sul-americana com este resultado.
 
No masculino, dois atletas estão no top 10: Darlan Romani, no arremesso do peso, e Caio Bonfim, nos 20 km marcha atlética – ambos em nono lugar. Darlan quebrou o recorde sul-americano ao arremessar 21,82 m no GP Brasil Caixa, em junho, em São Bernardo do Campo (SP).
 
Já Caio foi o grande destaque da delegação do Brasil no Campeonato Mundial de Londres, em agosto, quando conquistou a medalha de bronze, com 1:19:04, estabelecendo novo recorde brasileiro.
 
Se seis atletas estão entre os 10 melhores, outros nove estão entre os 20. Fernando Ferreira e Talles Frederico Silva estão em 13º lugar no salto em altura, com 2,30 m. Thiago do Rosário André, finalista dos 800 m do Mundial de Londres, terminou em 14º, com 1:44.81. Aldemir da Silva Junior ficou em 15º nos 200 m, com 20.15 (1.3), enquanto Wagner Domingos terminou em 16º no lançamento do martelo, com 77,24 m. Marcio Teles e Jefferson Santos completam a lista no masculino. Marcio ficou em 17º nos 400 m com barreiras (48.94) e Jefferson em 19º no decatlo (8.155 pontos).
 
No feminino, Nair Rosa ocupou o 11º lugar nos 50 km marcha atlética, com 4:39:28, enquanto Fabiana Moraes ficou em 17º lugar nos 100 m com barreiras, com 12.84 (0.8).
 
Nos revezamentos, a melhor colocação é da equipe feminina 4x100 m, que ficou em sétimo lugar no Mundial de Londres. O grupo formado por Franciela Krasucki, Ana Claudia Lemos, Vitoria Rosa e Rosangela Santos terminou na sétima posição, com 42.63.
 
Já o 4x400 m feminino, com Jailma Lima, Jéssica Roberti, Jéssica Gonzaga e Geisa Coutinho, ficou em 21º, com 3:33.00. No masculino, o 4x400 m terminou em 17º lugar, com 3:04.02, formado por Lucas Carvalho, Alexander Russo, Anderson Henriques e Hugo Balduino.
 
Indoor – Três brasileiros aparecem no Ranking da IAAF nas competições em pista coberta de 2017. O destaque é Thiago Braz da Silva, que terminou a temporada de inverno no hemisfério norte na segunda colocação no salto com vara, com a marca de 5,86 m, conseguida no dia 28 de janeiro em Rouen, na França.
 
O campeão olímpico nos Jogos do Rio 2016 só foi superado pelo polonês Piotr Lisek, que chegou a saltar 6,00 m no dia 4 de fevereiro, em Postdam, na Alemanha. Thiago Braz, contundido, ficou fora do Mundial de Londres.
 
No feminino, Rosangela Santos terminou em 30º lugar nos 60 m, com 7.28, enquanto Letícia Cherpe de Souza obteve 52.54 nos 400 m e a 18ª posição no Ranking. A marca é o novo recorde brasileiro indoor.
 
Ranking Olímpico
 
Masculino
200 m – 15º - 20.15 (1.3) - Aldemir da Silva Junior
400 m – 38º - 45.37 - Lucas Carvalho
800 m – 14º - 1:44.81 - Thiago André 
1.500 m – 30º - 3:35.28 - Thiago André
3.000 m com obstáculos – 25º - 8:23.67 - Altobeli da Silva
110 m com barreiras – 37º - 13.47 (0.8) - Éder Antonio Souza
110 m com barreiras – 43º - 13.51 (0.8) - Eduardo de Deus
110m com barreiras - 44º - 13.52 (1.2) – Gabriel Constantino
400 m com barreiras – 17º - 48.94 - Marcio Teles 
400 m com barreiras - 24º - 49.13 - Hederson Estefani
Salto em altura - 13º - 2.30 m - Talles Frederico Silva 
Salto em altura - 13º - 2.30 m - Fernando Ferreira 
Salto com vara - 36º - 5.60 m - Thiago Braz 
Salto com vara - 36º - 5.60 m - Augusto Dutra de Oliveira
Salto em distância – 23º - 8,18 m (1.5) – Alexsandro de Melo
Salto em distância – 35º - 8,08 m (1.7) - Tiago da Silva
Salto em distância – 38º - 8,05 m (0.3) - Paulo Sérgio Oliveira
Salto triplo – 27º – 16,87 m (0.5) - Mateus de Sá
Salto triplo – 49º – 16,65 m (0.0) - Alexsandro de Melo
Arremesso do peso – 9º – 21,82 m - Darlan Romani
Arremesso do peso – 41º – 20,22 m - William Dourado
Arremesso do peso – 49º – 19,95 m - Willian Venancio
Lançamento do martelo – 16º – 77,24 m - Wagner Domingos
Lançamento do martelo – 33º – 75,22 m - Allan Wolski
Decatlo – 19º – 8.155 pontos - Jefferson Santos
20 km marcha – 9º - 1:19:04 - Caio Bonfim
Revezamento 4x400 m – 17º - Seleção Brasileira
 
Feminino
100 m – 9º - 10.91 (-0.2) - Rosangela Santos
100 m – 28º - 11.24 (0.0) - Vitoria Cristina Rosa
200 m – 36º - 22.93 (1.5) - Vitoria Cristina Rosa
200 m – 40º - 22.95 (1.5) - Rosangela Santos
400 m – 48º - 51.91 - Geisa Coutinho
10.000m – 40º - 32:35.86 Tatiele Roberta de Carvalho
100 m com barreiras – 17º - 12.84 (0.8) - Fabiana Moraes
Salto em distância – 21º – 6,69 m (1.6) - Eliane Martins
Salto em distância – 39º - 6,61 m (-0.7) - Jéssica Carolina dos Reis
Salto triplo - 4º - 14.56 (0.8) - Nubia Soares
Salto triplo – 25º - 14,13 m (2.0) – Tânia da Silva 
Arremesso do peso – 22º – 18,08 m - Geisa Arcanjo
Lançamento do disco – 9º – 64,68 m – Andressa de Morais
Lançamento do disco – 21º – 62,30 m - Fernanda Borges
Lançamento do dardo – 22º – 62,52 m - Laila Ferrer 
Lançamento do dardo – 41º – 59,03 m - Daniella Mieko Nisimura
Heptatlo – 33º – 6.040 pontos - Tamara Alexandrino
20 km marcha atlética – 9º - 1:26:59 – Erica Sena
50 km marcha atlética – 11º - 4:39:28 - Nair Rosa
4x100 m – 7º - 42.63 - Seleção
4x400 m – 21º - 3:33.00 - Seleção
 
Veja Também: 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook