Erica Sena fica perto do pódio no Mundial de Marcha Atlética

Erica no pelotão de frente / Foto: Sergio Galdino/CBAtErica no pelotão de frente / Foto: Sergio Galdino/CBAt

São Paulo - Erica Rocha de Sena ficou mais uma vez muito perto do pódio no Campeonato Mundial de Marcha Atlética, na cidade de Taicang, na China. A atleta pernambucana terminou os 20 km em quarto lugar, com o tempo de 1:28:11, seu melhor resultado de 2018, em prova encerrada na manhã deste sábado, dia 5.
 
A mexicana Maria Guadalupe González conquistou o bicampeonato do torneio, com 1:26:38. A prata e o bronze ficaram com as chinesas Shijie Qieyang e Jiayu Yang, com 1:27:06 e 1:27:22, respectivamente.
 
Erica, que ficou em quarto lugar no Mundial de Londres 2017, esteve quase o tempo todo no pelotão de frente, mas no final optou por manter seu ritmo e completar a prova sob chuva.
 
A marchadora fez um Camping Internacional de Treinamento de um mês, em Sant Cugat del Vallè, na Catalunha, na Espanha, especialmente para o Mundial de Taicang. "O objetivo foi investir nos treinos de velocidade", lembrou a atleta, que completou 33 anos na última quinta-feira, dia 3. "Em Cuenca, a altitude de mais de 2.000 m não permite treinos rápidos", disse, referindo-se à cidade em que vive com o marido e treinador Andrés Chocho, no Equador.
 
O presidente da Confederação Brasileira de Atletismo, Warlindo Carneiro da Silva Filho, deu os parabéns à atleta. “Sei que queria melhor, mas é a 4ª do mundo. A CBAt se orgulha muito e a medalha sairá no momento exato. O importante é a sua dedicação e profissionalismo. Parabéns em meu nome e da CBAt”, disse o presidente.
 
Embora tenha ficado em 4º lugar, Erica deixou a área de evento com uma medalha no pescoço. Ela recebeu da IAAF o bronze do Mundial de Roma de 2016, herdado por causa do doping da campeã dos 20 km, a chinesa Hong Liu.
 
Outros brasileiros - Matheus Gabriel de Liz Correa conseguiu um bom resultado na disputa dos 10 km Sub-20. Ele terminou em 17º lugar, com 42:26, superando o recorde brasileiro da especialidade, que era de 42:32 desde o dia 15 de setembro de 2002 e pertencia a Rafael dos Anjos Fontenelle.
 
Aos 18 anos, o catarinense de Blumenau ficou perto do índice exigido pela IAAF (42:18.72) para o Campeonato Mundial de Atletismo Sub-20, que será disputado de 10 a 15 de julho, em Tampere, na Finlândia.
 
O pódio foi formado pelos chineses Yao Zhang (40.07) e Zhaozhao Wang (40:12) e pelo guatemalteco José Eduardo Ortiz (40:17). A prova teve 48 participantes.
 
Nos 50 km, prova iniciada na noite de sexta-feira, dia 4, no horário de Brasília, Nair da Rosa completou as 25 voltas no circuito de 2 km em 4:52.43, longe de seu melhor resultado pessoal e recorde brasileiro de 4:38.48. Ele ficou na 27ª colocação. A China dominou a prova. O pódio teve as chinesas Rui Liang, com 4:04.36, novo recorde mundial, e Hang Yin, com 4:09.09. A australiana Claire Tallent ficou em terceiro lugar, com 4:09.33.
 
Os últimos dois brasileiros competem no Mundial a partir das 23:10 deste sábado, no horário de Brasília. Moacir Zimmermann e José Alessandro Bernardo Bagio disputam os 20 km.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook