Brasileiros são destaques no Ranking Mundial do salto triplo

Almir Junior / Foto: CBAt/DivulgaçãoAlmir Junior / Foto: CBAt/Divulgação

São Paulo – Na prova do salto triplo, em que o Brasil tem tradição, atletas do País aparecem como destaque no Ranking Mundial divulgado pela IAAF nesta terça feira, dia 15. O mato-grossense Almir Cunha dos Santos, o Almir Junior, da Sogipa (RS), é o terceiro colocado na categoria principal, com 17,53 m (0.3), marca obtida ao vencer o Meeting de Guadalupe, no Caribe, no último sábado, dia 12.
 
Nas categorias de base, duas outras atletas chamam a atenção. As saltadoras da ASA Sorriso (MT) Mirieli Estaili dos Santos e Nerisnelia dos Santos Souza, treinadas por Marcos Flademir Vieira. As duas estão em segundo lugar no Ranking Mundial de suas categorias e são esperanças de bons resultados para o Brasil para os próximos ciclos olímpicos.
 
No Ranking feminino Sub-20, Mirieli Estaili dos Santos é a segunda colocada. Ela saltou 13,46 m (1.8), em Porto Alegre (RS), durante o Brasileiro Caixa Sub-23, e só está atrás da cubana Davisleidis Velazco, com 13,92 m (0.3). Está qualificada para o Mundial Sub-20 da Finlândia, em julho.
 
No Sub-18, Nerisnelia dos Santos Souza, medalha de prata na Gymnasiade do Marrocos, disputado no início de maio, está em segundo lugar no Ranking Mundial da categoria, com 13,19 m (1.4). A líder é a cubana Leyanis Pérez, com 13,37 m (1.7). Na categoria sub-20, Nerisnelia, de 17 anos, aparece em quinto lugar, com a mesma marca.
 
Nerisnelia está inscrita para o Campeonato Brasileiro Caixa Sub-18, que será disputado neste fim de semana, no Recife (PE).
 
“Estou muito feliz por ter duas atletas na ponta no Ranking da IAAF. A gente que mora no interior do Brasil, estuda e se esforça. E esses resultados nos enchem de orgulho. A Mirieli está no projeto desde os 11 anos. E aos poucos, podemos ver uma Olimpíada no fim do túnel”, comentou o treinador.
 
A prova do salto triplo tem como ídolo máximo Adhemar Ferreira da Silva, o primeiro bicampeão olímpico do País. Ganhou ouro em Helsinque 1952 e Melbourne 1956. Nelson Prudêncio e João Carlos de Oliveira também conquistaram medalhas em Olimpíadas.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook