Favoritos avançam para as quartas de final da Badminton Cup

Atletas brasileiros são eliminados nas chaves de simples masculina e feminina na competição realizada no Club Athletico Paulistano. Disputa prossegue a partir das 10h deste sábado / Fotos: João Pires/Fotojump  Atletas brasileiros são eliminados nas chaves de simples masculina e feminina na competição realizada no Club Athletico Paulistano. Disputa prossegue a partir das 10h deste sábado / Fotos: João Pires/Fotojump

São Paulo - Os favoritos ao título da 31ª Brazil International Badminton Cup, no Club Athletico Paulistano, em São Paulo (SP), não tiveram dificuldades para avançar às quartas de final da competição. Nesta sexta-feira (dia 11), o único que teve um jogo mais complicado foi o cubano Osleni Guerrero. 
 
Entre os brasileiros, o dia não foi bom e todos foram eliminados nas chaves de simples masculina e feminina. A competição prossegue neste sábado (dia 12) a partir das 10h.
 
Nas oitavas de final da chave de simples masculina, Daniel Paiola (106º) enfrentou um velo conhecido, David Obernosterer (73º), de quem o brasileiro havia vencido na primeira rodada no Mundial, no ano passado. Desta vez, porém, veio a revanche e o austríaco venceu por 2 sets a 0, parciais de 14-21 e 19-21.
 
Melhor atleta no ranking da Federação Mundial de Badminton (BWF) na chave de simples masculina, Osleni Guerrero (58º) teve um jogo complicado contra o americano Bjorn Seguin (103º). O cubano venceu por 2 sets a 1, parciais de 16-21, 21-9 e 21-18. "Já o conhecia, nos enfrentamos várias vezes e as partidas são sempre equilibradas. O campeonato está com muitos jogadores da Europa e da Ásia e com muitos atletas buscando os pontos para a classificação olímpica. Estou focado em buscar o melhor resultado para acumular pontos importantes", afirmou Guerrero, que irá enfrentar o polonês Adrian Dziolko (71º).
 
Na chave de simples feminina, Lohaynny Vicente (54ª) foi eliminada pela francesa Delphine Lansac (75ª), por 2 sets a 0, parciais de 16-21 e 15-21. Sua adversária pela vaga olímpica, Fabiana Silva (73ª), também perdeu. Ela foi derrotada pela portuguesa Telma Santos (76ª), por 2 sets a 0, com duplo 19-21.
 
Cabeça de chave um, a americana Iris Wang (33ª) não teve dificuldade para avançar às quartas de final. Ela venceu a peruana Daniela Macias (108ª), por 2 sets a 0, parciais de 21-6 e 21-13. "Gostei do meu jogo, dei o meu melhor. Estou buscando a classificação olímpica, estou perto, mas só poderei comemorar quando o período do ranking acabar. Estou aqui para buscar o máximo de pontos possível", disse a americana, que terá como adversária a belga Lianne Tan (66ª).
 
Atual campeã do torneio, a húngara Laura Sarosi (70ª) deu adeus ao sonho do bicampeonato ao perder para a turca Neslihan Yigit (72ª), por 2 sets a 0, parciais de 17-21 e 21-23.
 
Nas duplas masculinas, os poloneses Adam Cwalina e Przemyslaw Wacha (28º) derrotaram os brasileiros Enzo Sugiura e Lioti Takasaki, por 21-6 e 21-13. Nas quartas de final, eles vão enfrentar os australianos Matthew Chau e Sawan Serasinghe (67º).
 
Nas duplas mistas, os americanos Phillip Chew e Jamie Subandhi (25º) eliminaram os brasileiros Matheus Voigt e Bianca de Oliveira Lima, por 2 sets a 0, parciais de 21-5 e 21-8. Nas quartas de final vão enfrentar os australianos Matthew Chau e Gronya Somerville (68º). Já os canadenses Toby Ng e Alex Bruce (31º) passaram pelos brasileiros Hugo Arthuso e Fabiana Silva (115º), por 2 sets a 0, parciais de 21-15 e 21-14. Por uma vaga na semifinal, vão encarar os australianos Sawan Serasinghe e Setyana Mapasa (70º).
 
Na chave de duplas feminina, as principais parcerias começam a jogar direto nas quartas de final. São elas: as americanas Eva Lee e Paula Lynn Obanana (26ª), as turcas Ozge Bayrak e Neslihan Yigit (39ª) e as brasileiras Lohaynny e Luana Vicente (41ª). 
 
Classificação Olímpica - Os atletas que vão disputar os Jogos Olímpicos Rio 2016 serão definidos pelo ranking mundial da BWF. A janela de classificação fecha no dia 1º de maio. Na Seleção Brasileira, as disputas seguem intensas nas chaves de simples masculina e feminina. Por ser o país-sede, o Brasil ganhou a vaga nas duas categorias e disputará pela primeira vez o badminton nos Jogos Olímpicos. Na dupla feminina, a Seleção ainda busca a vaga. 
 
A 31ª Brazil International Badminton Cup concede 4 mil pontos no ranking para o campeão. O vice fica com 3.400. Alcançar a semifinal garante 2.800 pontos. Já as quartas de final valem 2.200.
 
 
Mais informações sobre a competição clique aqui.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook