Brasil joga bem mas perde para os Estados Unidos no Gigantes do 3x3

Americanos vencem duelo eletrizante por 22 a 19 na arena da Praça do Trem / Foto: Bruno LorenzoAmericanos vencem duelo eletrizante por 22 a 19 na arena da Praça do Trem / Foto: Bruno Lorenzo

Rio de Janeiro - Não se pode dizer que foi uma surpresa porque os Estados Unidos são o país do basquete. Mas no 3x3, modalidade que recentemente se tornou olímpica, o Tio Sam ainda não é a principal força. Assim, no improvável papel de zebra, o time americano foi o grande campeão do Gigantes do 3x3 ao derrotar o Brasil Verde por 22 a 19 na decisão do torneio, realizado na manhã deste domingo, dia 4, na Praça do Trem, ao lado do Estádio Olímpico Nilton Santos. O evento contou pontos importantes para o ranking mundial da Fiba.
 
"O time do Brasil foi um adversário muito duro, com um armador forte e bom na conclusão das jogadas. A gente sabia que tinha que fazer o nosso jogo. A diferença foi que nós convertemos o último arremesso", disse Dan Mavraides, eleito MVP da competição, referindo-se ao brasileiro Marcellus Sarmento.
 
O dia foi com para os americanos desde cedo. Na primeira semifinal, vitória sobre a favorita Sérvia, atual campeã mundial, por 21 a 17. O resultado foi uma revanche da derrota nas quartas de final da Copa do Mundo em Nantes, no ano passado.
 
"Foi nosso primeiro jogo de 2018, um confronto difícil. Conseguimos mostrar nosso melhor e saímos com a vitória", disse Mavraides, que fez 13 pontos dos 21 da equipe na partida.
 
Na outra semifinal, o Brasil Verde venceu o Brasil Amarelo por 21 a 18, num jogo com muitas nuances. A equipe de verde abriu certa vantagem antes do primeiro intervalo, mas com uma boa atuação de Diguinho Del'Arco, cestinha da partida com 11 pontos, a equipe amarela conseguiu o empate. No fim, com boas atuações de Leandro "Discreto" Lima e Marcellus Sarmento, que converteram 7 e 10 pontos respectivamente, o Brasil Verde garantiu a vantagem e a vaga na decisão.
 
A final foi emocionante do começo ao fim. Com boa pontaria nos arremessos de longe, os americanos chegaram a ter uma pequena folga no placar. O Brasil Verde não se abateu e o marcador ficou empatado em 19 a 19. O time dos Estados Unidos foi mais certeiro e, com uma bola de dois pontos de Damon Huffman, conquistou o título.
 
"Foi um evento que reuniu os melhores. Como montamos o time tem duas ou três semanas, faltou um pouco de conjunto para fechar as partidas. Mas não faltou vontade. Tivemos uma boa atuação e perdemos no detalhe", analisou Sarmento. "Jogar aqui me lembra minha infância, porque sempre joguei em lugares assim, pelas praças e parques do Rio de Janeiro. Ter uma festa dessa aqui na minha casa me deixa muito feliz. O Gigantes do 3x3 dispensa comentários", completou.
 
Além da disputa principal, o Gigantes do 3x3 contou com uma programação extensa. O dia começou com o torneio social, às 7h30 da manhã, envolvendo os alunos dos projetos do Basquete da Cruzada, Cultura da Cesta, Vila Olímpica da Maré e Basquete Queimados. Quem comemorou no fim foram os jovens da Baixada Fluminense, que levaram a melhor na última disputa contra o Basquete da Cruzada. 
 
Entre as semifinais e a grande decisão foi a vez do duelo #PODEVIR, que reuniu representantes dos projetos sociais, o ator Jonathan Azevedo e o ex-BBB e jogador de basquete Fernando Medeiros. O time de Fernando superou por 12 a 10 a equipe do ator que interpretou o Sábia na novela "Força do Querer".
 
Para valorizar ainda mais a importância da cultura urbana no basquete 3x3, o rapper Marcelo D2 e seu filho Sain ainda levantaram a galera que lotou a arena com seus maiores sucessos.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook