Com boa atuação da defesa, Pinheiros ganha a segunda seguida no NBB

Marcando com precisão e rodando no ataque, Pinheiros consegue a vitória / Foto: Ricardo Bufolin/ECP Marcando com precisão e rodando no ataque, Pinheiros consegue a vitória / Foto: Ricardo Bufolin/ECP

São Paulo – O Pinheiros parece que resgatou a força em casa, monstrada no início do campeonato, quando obteve sete vitórias seguidas. Na noite de sexta-feira, dia 16 de fevereiro, o time pinheirense definiu praticamente o jogo contra o Joinville no primeiro tempo, chegando ao placar 60 a 34, para depois fechar o jogo por 108 a 59. O Pinheiros manteve a sexta posição, mas ultrapassou o Sendi Bauru em pontos.
 
Na quarta-feira, também no Poliesportivo Henrique Villaboim, o Pinheiros venceu o Banrisul Caxias, sendo que na segunda, dia 12, o jogo com o Paulistano elevou o moral do time em duelo equilibrado na casa do líder, que venceu por 73 a 72. Contra o Joinville prevaleceram o rodízio constante do quinteto nas jogadas ofensivas e o domínio nos rebotes defensivos.    
 
O ala Toledo, retornando aos poucos de lesão no tornozelo, este em quadra por 19 minutos e anotou 15 pontos para o Pinheiros. “Foi a vitória da união. Reencontramos o ritmo de jogo e nossa força coletiva acabou desgastando o time deles. Estou retornando à equipe e espero evoluir junto com o time”, analisou Toledo.
 
O jogo - Impondo velocidade e rodando o time com eficiência nas jogadas ofensivas, o Pinheiros abriu 8 a 0 aos dois minutos de jogo. Bennett, Holloway, Arthur, Lupa e Ansaloni iniciaram a partida. O Pinheiros manteve a liderança no placar e encerrou o quarto inicial com 30 a 18. Holloway obteve 100% de aproveitamento nos arremessos de três, totalizando nove pontos.
 
Ao final da primeira etapa o Pinheiros ampliou ainda mais a vantagem. Toledo, Ruivo, Gui Bento, Ware e Vitor também foram à quadra e mantiveram o ritmo de jogo acelerado do anfitrião. A dificuldade enfrentada pelo Joinville para se infiltrar em direção à cesta, confirmou a evolução do esquema defensivo do Pinheiros nos jogos recentes.   
 
No segundo tempo o Pinheiros foi bem-sucedido na proposta de administrar o placar. Aproveitando todo o elenco, o técnico Cesar Guidetti constatou a entrega do time em quadra. Final de jogo: Pinheiros 108 x 59 Joinville. Holloway mais uma vez foi o cestinha da partida com 17 pontos, mesma marca de Stocks e Vezaro, ambos de Joinville.
 
O ala norte-americano do Pinheiros, Holloway, foi também o principal passador, com sete assistências, enquanto Ansaloni foi o melhor do jogo nos rebotes, com 13 acertos. O Pinheiros volta a jogar em 1º de março com o Sesi Franca no interior paulista.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook