Assembleia Anual reúne dirigentes e atletas da Canoagem Brasileira

João Tomasini é reeleito presidente da CBCa e estará à frente da entidade no ciclo olímpico que culminará em Tóquio 2020 / Foto: DivulgaçãoJoão Tomasini é reeleito presidente da CBCa e estará à frente da entidade no ciclo olímpico que culminará em Tóquio 2020 / Foto: Divulgação

São Paulo - Com 86 votos a favor num total de 93 votos o presidente João Tomasini Schwertner reelegeu-se à frente da Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa) para o próximo quadriênio que culminará nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020.
 
A nova composição executiva da entidade será composta por Tomasini como Presidente, Darci Oberdan como 1o Vice-presidente e Jonatan Pimentel Maia como 2o Vice-presidente.
 
“Agradeço o apoio e a confiança da Canoagem Brasileira. Mostramos mais uma vez uma eleição aberta e democrática que envolve federações, associações, clubes e atletas de todo o Brasil. Se consegui mais uma reeleição é porque nosso trabalho está sendo bem feito e em prol do esporte que tanto trabalhamos”, ressaltou Tomasini.
 
As eleições da CBCa são abertas à toda comunidade esportiva e esta Assembleia Geral Eletiva contou com a presença de nove federações estaduais; seis atletas do Colegiado de Atletas, além das 29 associações e clubes do Brasil, totalizando 93 votos.
 
“Atingimos ano passado resultados históricos, mas trabalhamos arduamente muitos anos para colocar a Canoagem Brasileira no patamar que se encontra hoje. Vamos continuar nossos esforços para conquistar em Tóquio resultados ainda mais expressivos na Canoagem Brasileira”, afirmou João Tomasini Schwertner.
 
Para 2o Vice-presidente, Jonatan Pimentel Maia, o trabalho como dirigente tem sido uma novidade e momento de muito aprendizados nos últimos anos como dirigente esportivo, porém a base por ter sido atleta é muito importante neste trabalho.
 
“É muito bom porque posso utilizar as informações e o conhecimento que tive como atleta na aplicação agora como dirigente. Acredito que tenho muito que aprender, mas espero poder contribuir para o desenvolvimento do esporte como já fazemos no Rio Grande do Sul”, disse Maia que por 12 anos foi atleta da Canoagem Velocidade e hoje também é presidente da Federação Gaúcha de Canoagem.
 
Para Darci Oberdan, 1o Vice-presidente da CBCa, veterano dirigente e um dos principais desenvolvedores da canoagem no centro-oeste do Brasil, serão mais quatros anos de muito trabalho buscando também ampliar a base da Canoagem Brasileira.
 
“Depois dos Jogos Olímpicos nossa responsabilidade aumentou muito e iremos buscar desenvolver ainda mais as divisões de base. Formar núcleos de desenvolvimento da canoagem que revelará atletas não só para Tóquio, mas também para a 2024 e 2028”, explicou.
 
Tamném foi eleito o novo Conselho Fiscal da entidade com os nomes efetivos de Thales Bianchi, Valdecir Fernandes da Cruz e Luis Felipe Novello, com nomes suplentes de Evaldo Malato, Osmar Pereira e Ricardo Bezerra.
 
Colegiado de atletas - Além de federações, associações e clubes de canoagem de todo o Brasil também participam das eleições da CBCa um colegiado formado por nove atletas da Canoagem Brasileira escolhidos por todos os demais atletas da entidade que os representem.
 
Foi eleito presidente do Colegiado o canoísta Michel de Carli Ferreira pelo colegiado de atletas formado por Hiel Gesã Peres de Queiroz (Associação Náutica Navegar) da Canoagem Oceânica; Fabionei Rauber (SERER) da Canoagem Maratona; Pedro Henrique Gonçalves da Silva (APEN) e Fábio Scchena Dias Rodrigues (IMEL) da Canoagem Slalom; Givago Bittencourt Ribeiro (ASENA) e Michel de Carli Ferreira (ACEN) da Canoagem Velocidade, além de Fernando Rufino de Paulo (CAIRA) e José Agmarino de J. Coelho (CCSJP) da Paracanoagem.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook