Copa Suzuki Jimny começa a definir seus campeões de 2013

Tangaroa, vencedor na ORC A  / Foto: Aline Bassi/BalaioTangaroa, vencedor na ORC A / Foto: Aline Bassi/Balaio

Ilhabela - O sábado perfeito de sol e ventos médios, entre 15 e 18 nós, no Litoral Norte começou a definir os campeões da Copa Suzuki Jimny 2013. A Comissão de Regatas fez duas provas para todas as classes, à exceção da HPE, com três. 
 
Com os resultados positivos do Tangaroa e do Sextante, ficaram definidos os títulos da temporada na ORC A e B, respectivamente. Na RGS B, a vitória foi do Asbar, vice-campeão no ano passado. Neste domingo (8), a previsão é de tempo bom com ventos médios, garantia de novas regatas equilibradas.
 
As duas vitórias do Tangaroa garantiram ao time comandado pelo velejador olímpico Samuel Albrecht, que substituiu James Bellini, o título na ORC A. Mas Samuca, como é conhecido, ainda não está satisfeito. Quer também o título da quarta etapa. "Vamos velejar forte neste domingo para garantir também a vitória na etapa. A equipe está bem entrosada e tivemos vento bom, raia limpa e uma bela flotilha. Foi uma ótima velejada neste sábado. É um grande prazer estar aqui em Ilhabela", afirmou, feliz, o gaúcho de Porto Alegre, que gerencia o projeto do S40 Crioula e também faz campanha olímpica na nova classe Nacra, ao lado de Georgia Silva. 
 
"Este ano fui 20% olímpico e 80% oceano. Para 2014, preciso me dedicar um pouco mais ao Nacra, mas tenho também outros projetos, como continuar velejando de S40 e fazer a estreia do novo Crioula, um Soto 65, que vamos utilizar especialmente para longas regatas de percurso, como Buenos Aires-Rio, Recife-Noronha, entre outras", completou.
 
Quem também comemorou o título neste sábado foi Thomaz Shaw, comandante do Sextante, na ORC B. "É uma pena que a classe diminuiu um pouco neste ano, pois pouca gente quer competir em barcos menores, de qualquer maneira valeu a vitória," afirmou Shaw, que fez questão de elogiar a performance de seu adversário o Colin, de Sebastian Menendez.
 
Sérgio Klepacz também tinha todos os motivos para festejar. O Asbar II faturou as duas regatas do dia e garantiu o troféu na RGS B, depois do vice-campeonato em 2013. "Fizemos uma regata maravilhosa e vamos comemorar muito o título. Tanto que tivemos um probleminha no barco e nem vamos para a água neste domingo", antecipou. O time do Asbar tem cinco velejadores de Ilhabela e apenas o comandante e a namorada de São Paulo. "Considero importante prestigiar o pessoal daqui, gente de muita confiança e capacidade", acrescentou o médico psiquiatra, que veleja desde 1996 e é sócio do Yacht Club de Ilhabela.
 
HPE quase definida - O bom desempenho do Relaxa Next/Caixa neste sábado, com um quarto e dois segundos lugares, por pouco não foi suficiente para garantir matematicamente o campeonato de 2013. "Faltaram um ou dois pontinhos. Mas vamos buscá-los neste domingo", garantiu o timoneiro Maurício Santa Cruz, tricampeão mundial de J24.
 
Quem brilhou na raia da Ponta das Canas foi o Bixiga, absoluto nas três regatas, e que montou todas as boias na frente. O comandante Pino di Segni preferiu elogiar a tripulação, principalmente os dois jovens velejadores de Ilhabela, João Paulo Silva e Mario Sérgio de Jesus Junior, o "Juninho". "Estes meninos velejaram muito. Eles têm treinado em outras classes e também estão muito bem preparados fisicamente. O mérito maior é deles", assegurou. Juninho ficou em oitavo lugar no Mundial de Snipe, no Rio, no final de setembro, ao lado de Anderson Brandão. A dupla foi vice-campeã paulista nesta classe há duas semanas, na represa de Guarapiranga.
 
Depois de um dia de velejadas perfeitas, as tripulações puderam relaxar no Yach Club de Ilhabela com a tradicional canoa de cerveja, ao som do rock do conjunto Tom Cats. No início da noite, foi realizada a premiação da regata Volta à Ilha, disputada no sábado passado, e do Dia do Marinheiro, finalizada com um jantar de massas. 
 
Os vencedores do "Dia do Marinheiro" foram: Tangaroa (ORC A), Sextante (ORC B), Bixiga (HPE), Caballo Loco (C30), Maria Preta e Inaê/Transbrasa (empatados na RGS A), Asbar (RGS B), Rainha (RGS C) e Anequim (RGS Cruiser).
 
Resultados do sábado 
 
ORC A
1º - Tangaroa (James Bellini) - 2 pp (1+1)
2º - Navega Brasil/Lexus (Luiz Gustavo de Crescenzo) - 4 pp (2+2)
3º - Orson/Mapfre (Carlos Eduardo Souza e Silva) - 6 pp (3+3)
 
ORC B
1º - Sextante (Thomaz Shaw) - 2 pp (1+1)
2º - Colin (Sebastian Menendez) - 4 pp (2+2)
 
C30
1º - Caballo Loco (Mauro Dottori) - 2 pp (1+1)
2º - Barracuda (Humberto Diniz) - 4 pp (2+2)
3º - Caiçara Porsche (Marcos Cesar de Oliveira) - 7 pp (4+3)
 
HPE 
1º - Bixiga (Pino di Segni) - 3 pp (1+1+1)
2º - Relaxa Next/Caixa (Roberto Mangabeira) - 8 pp (4+2+2) 
3º - Fit to Fly (Eduardo Mangabeira) - 13 pp (3+4+6)
4º - Repeteco (Fernando Haaland) - 16 pp (6+3+7)
5º - Jimny/Take Ashauer (Marcos Ashauer) - 17 pp (2+10+5) 
 
RGS A 
1º - Maria Preta (Alberto Barreti) - 2,5 (1,5+1) 
2º - Inaê/Transbrasa (Bayard Umbuzeiro) - 3,5 (1,5+2) 
3º - Jazz (Valéria Ravani) - 8 pp (3+5)
 
RGS B 
1º - Asbar II (Sergio Klepacz) - 2 pp (1+1)
2º - Suduca (Marcelo Claro) - 5 pp (3+2) 
3º - Kanibal (Martin Bonato) - 5 pp (2+3)
 
RGS C
1º - Rainha (Leonardo Pacheco) - 2 pp (1+1)
2º - Brazuca (Rubens Bueno) - 5 pp (2+3)
 
RGS Cruiser 
1º - Anequim (Mitsuo Shibata) - 2 pp (1+1)
2º - Cocoon (Luiz Caggiano) - 5 pp (3+2) 
3º - BL3/Wind Náutica (Clauberto Andrade) - 5 pp (2+3)

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook