Prova Pedestre Cidade de Londrina tem vitórias caseiras

Mais de mil corredores participaram da prova em todas as suas categorias. Na principal, a 10KM, moradores da cidade venceram tanto no masculino como no feminino / Foto: Rubem VitalMais de mil corredores participaram da prova em todas as suas categorias. Na principal, a 10KM, moradores da cidade venceram tanto no masculino como no feminino / Foto: Rubem Vital

Paraná - No dia de seu aniversário de 83 anos, Londrina acordou com um mar de corredores preenchendo as ruas da zona sul da cidade. Eram mais de mil atletas que disputaram a 16ª edição da Prova Pedestre Cidade de Londrina – Prova Móveis Brasília/Caixa, evento que faz parte do calendário oficial de comemorações do aniversário da cidade. A prova de rua mais tradicional de Londrina, disputada bem no comecinho da manhã de domingo, premiou atletas que moram na cidade na categoria principal, a 10 km.
 
No masculino, José Nascimento de Souza se sagrou o vencedor com o tempo de 00'35”05. Veterano da Prova Pedestre, ele, enfim, pôde comemorar a vitória. “Sempre ficava entre e segundo e terceiro, mas batia na trave. Esse ano consegui. Estava muito quente, com a umidade baixa e havia muitas subidas. Não foi fácil, não”, reforçou.
 
A vencedora dos 10km feminino, Adriana Sutil da Costa, fez o tempo de 00'41”59. Além do calor e das subidas, ela também elencou como adversário na prova a recente lesão que sofreu. Vindo de uma sequência de machucados, ela hoje se divide entre as aulas na Escola Municipal Norman Prochet e os treinos. Adriana é especialista em maratonas e recentemente, foi a quarta colocada na Maratona Internacional de Assunção, no Paraguai. “Estou ainda me recuperando de um problema que eu sofri e tive que me superar. É a terceira vez que participo e espero estar aqui ano que vem novamente comemorando o aniversário de Londrina”, comemorou Adriana.
 
A outra prova de destaque são os 4 km. No feminino, a funcionária pública Franciele de Oliveira levou a melhor com o tempo de tempo 00'14”10. Com a filha no colo, ela comemorou o resultado obtido sem estar na plena forma. “Não corria esta prova há três anos e foi um grande desafio por conta da preparação e estava machucada. Tive uma lesão na tíbia e ainda não me recuperei totalmente. Considero uma vitória em dobro”, afirmou a moradora de Astorga. No masculino, Michael de Paula Passos foi o ganhador com o tempo de 00'12”21.
 
Os três primeiros colocados de cada prova no geral (masculino e feminino) foram premiados com aparelhos celulares da marca Samsung. Todos os corredores que completarem a prova levaram para casa medalha de participação.
 
“A prova já é uma tradição do aniversário de Londrina e foi um sucesso. Mais de mil participantes, gente de várias idades, mas que praticam a corrida e a tem como modo saudável de viver. Foi uma grande confraternização, como Londrina merece. Premiamos os melhores em categorias que variavam de 15 a 70 anos. Foi uma corrida muito positiva”, avaliou Gilberto Miranda, um dos organizadores da prova.
 
Superação - Se para muitos a confraternização ou a competição é o que impulsionou para disputar a prova, para outros, o amor que falou mais alto. É o caso do corredor Luis Carvalho. Ele percorre todas as provas que disputa acompanhado da filha Débora, de seis anos, que tem paralisia cerebral. Aproveita para levantar a bandeira da inclusão social por meio do atletismo. “É uma forma que encontrei de dar qualidade de vida para ela. É uma alegria, ela adora participar. Com ela, talvez eu consiga mostrar que sempre podemos mais e que é preciso pensar em todos”, disse.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook