Circuito das Serras 2017 fecha temporada com mais uma etapa de sucesso

Etapa final foi na Serra do Japi, com base em Cajamar / Foto: Divulgação Adventure ClubEtapa final foi na Serra do Japi, com base em Cajamar / Foto: Divulgação Adventure Club

São Paulo - Sucesso e consolidação. Estas duas palavras definem bem a temporada 2017 do Circuito das Serras. Sucesso, porque conseguiu ter o seu limite técnico em todas as quatro etapas, e consolidação, porque ratificou seu crescimento e um lugar de destaque no calendário do gênero. A quarta e última etapa aconteceu neste domingo, na Serra do Japi, com base em Cajamar, mais uma vez com provas emocionantes e que deixaram seus participantes satisfeitos.
 
“Fechamos o ano em grande estilo, mas uma etapa bastante legal. Estamos satisfeitos com essa grande aceitação e seguiremos trabalhando para proporcionar eventos ainda melhores em 2018. Parabéns e todos e obrigado pelo apoio”, destacou Sérgio Zolino, diretor-geral do evento. 
 
Local bastante conhecido pelos praticantes de corrida de montanha, a Serra do Japi agrada por suas trilhas e estradas bastante técnicas, sem contar a beleza da região, que faz com que qualquer desafio seja ainda ais agradável, Os três percursos, Curto (5 a 7 km), Médio (11 a 13 km) e Longo (20 a 22 km), exigiram bastante dos participantes, mas sem colocar em risco a segurança dos atletas, como já é comum nas provas do Adventure Club.
 
Os melhores da etapa foram os seguintes: 21 km, Ademir Pedro de Lima da Cruz, 1h42min53seg, e Janaina Minas Moreira, 2h23min07seg; 12 km, Alexsandro Matos Santos, 56min42seg, e Cassiana Meire Costa,  1h14min34seg; e 6 km, Joanderson do Nascimento Dias, 26min48seg, e Muniqui Agnes, 37min59seg. 
 
A competição - O Circuito da Serras é uma competição de velocidade disputada em ambiente montanhoso, em lugares de rara beleza, com paisagens de tirar o fôlego. São quatro etapas em locais diferentes, onde cada etapa tem duração de 1 (um) dia, sendo que os atletas poderão optar pelos percursos Curto, Médio ou percurso Longo, feitos somente na categoria solo. 
 
A prova é feita em trilhas já definidas pela organização, que disponibiliza postos de hidratação ao longo do caminho, para que os participantes possam levar seus squezzes. O objetivo é tirar as pessoas do meio das ruas, da poluição, dos parques urbanos, das esteiras. Assim, fazer com que os atletas experimentem terrenos diferentes como campo, mata, terra batida, trilhas de gado e com vegetação, sentido o ar puro das montanhas.
 
Resultados quarta etapa – Serra do Japi:
 
6 Km
 
Feminino
1) Muniqui Agnes, 00:37:59.877
2) Daniela Vasconcelos da Costa, 00:38:50.387
3) Joelza Silva dos Santos, 00:41:35.501
 
Masculino
1) Joanderson do Nascimento Dias, 00:26:48.487
2) Rogerson Jose Glaab, 00:27:17.856
3) Manoel de Souza Santos, 00:27:22.551
 
Máster Feminino
1) Salileia Maria da Silva, 00:35:14.692
2) Fatima Bispo dos Santos, 00:36:36.721
3) Grasiela Antonangelo Soares, 00:42:47.094
 
Máster Masculino
1) Sidenei Falaschi Andrade, 00:31:40.733
2) Alex Fassin, 00:32:55.730
3) João Neto Alves de Souza, 00:33:39.249
 
12 Km
 
Feminino
1) Cassiana Meire Costa,  01:14:34.238
2) Ana Cristina Teixeira Tiburcio,  01:15:03.352
3) Joseli Gonalves Nunes Viana,  01:16:49.469
 
Masculino
1) Alexsandro Matos Santos, 00:56:42.574
2) Fabio Sufiatti, 01:00:38.841
3) Joan Mir,  01:02:50.777
 
Máster Feminino
1) Sandra Aparecida Chiaradi C de Souza, 01:19:36.840
2) Maria Lucia De Souza Ferreira,  01:27:41.643
3) Cinthia Brandão, 01:29:01.683
 
Máster Masculino
1) Valdeci Costa Santos, 00:57:30.011
2) Idalto dos Santos Rodrigues, 00:59:07.143
3) Carlos Alberto Silva Soares de Oliveira, 01:00:15.991
 
21 Km
 
Feminino
1) Janaina Minas Moreira, 02:23:07.376
2) Tatiane Coutinho Frana, 02:26:58.816
3) Tnia Soares de Souza, 02:34:21.774
 
Masculino
1) Ademir Pedro de Lima da Cruz, 01:42:53.426
2) Amauri Dos Santos, 01:48:19.156
3) Carlos E.V Vieira, 01:53:11.923
 
Máster Feminino
1) Livia Abade Folha Augusto, 02:16:19.269
2 ) Josilene de Jesus Borracha Domingues, 02:28:52.538
3) Eriene Agusta Amaral de Sousa, 02:36:39.424
 
Máster Masculino
1) Crizante dos Santos, 01:50:37.043
2) Carlos Pedro do Nascimento,  01:53:56.276
3) Eronildo Luz de Campos, 01:57:33.879
 
Mais informações no site www.circuitodaserras.com
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook