Vanderlei Cordeiro de Lima atrai grande público no Treine com os campeões

Vanderlei Santos está no meio / Foto: Fabio MaradeiVanderlei Santos está no meio / Foto: Fabio Maradei

São Paulo - O projeto Treine com os Campeões, do 33º 10 KM Tribuna FM-Unilus, foi encerrado em grande estilo neste sábado, dia 12, em Santos. O "herói" olímpico Vanderlei Cordeiro de Lima fez a Concha Acústica lotar, na Praia do Gonzaga, onde foi realizada a palestra do ídolo do esporte e que tem grande ligação com a Cidade.
 
Sob olhares e ouvidos atentos de muitos fãs de corridas, Vanderlei contou a sua história, deu dicas, num bate-papo descontraído, mas sem dúvida, motivador para a esperada prova, daqui uma semana, no próximo domingo, dia 20. Depois, com o amigo Valmir Nunes, fez uma corrida nas areias, levando muita gente junto.
 
“Foi espetacular. Muito legal ver esse carinho do pessoal. Venci aqui em Santos há 21 anos. É bastante tempo”, falou o medalhista de bronze na maratona na Olimpíada de Atenas 2004 e que mais recentemente, nos Jogos do Rio 2016, foi o escolhido para acender a pira, mais uma grande honraria em sua carreira vitoriosa.
 
Em 1997, antes de brilhar na olimpíada, ele foi o grande campeão dos 10 KM Tribuna FM, com direito a recorde, com 28min01s. A relação com Santos já era mais antiga e já tinha corrido várias vezes em outras provas menores. Lembrou, inclusive, um episódio no começo de carreira que teve de dormir no banco do jardim da praia, em frente ao Aquário. “Não conseguiu lugar para dormir e acabamos passando a noite na praia, para correr no outro dia e ainda consegui me superar e vencer a prova”, lembrou.
 
Foi nos 10 KM Tribuna FM que Vanderlei mostrou seu potencial. Venceu com uma marca que durou 14 anos para ser superada. O tempo poderia ter sido mais baixo, até como planejado. Naquele ano, o percurso ainda não era tão bom quanto o atual (parte dele era de paralelepípedo e haviam vias mais sinuosas) e correu os dois quilômetros finais, na praia, sozinho, e ainda na reta de chegada fez o aviãozinho.
 
“Santos sempre foi referência, uma prova mais rápida. Para todo atleta que quer fazer marca, quer aparecer, certamente será uma referência. A gente tinha um desafio e um planejamento para fazer uma marca expressiva nos 10 km. Treinei muito para essa prova e escolhi o momento certo para vir e alcançar esse resultado. Não foi por acaso, não foi sorte! 28min01s foi fruto de muito trabalho. Assim como o resultado de Atenas”, contou.
 
Contando a sua história, Vanderlei deu dicas importantes, sobretudo do planejamento, e também persistência, superação e vontade de vencer. “Não existe milagre. No esporte, principalmente individual, corrida é longo prazo. É dar tempo ao tempo, ganhar condicionamento, experiência, bagagem. Não só para conseguir resultado, mas para ter longevidade na sua carreira e vida esportiva”, ressaltou.
 
Com a expertise e experiência que acumulou na carreira, Vanderlei deu dicas para quem está iniciando e vai correr pela primeira vez na prova. “Quem vai estrear ou começou há pouco tempo, e não é diferente do atleta profissional, no dia da corrida, na véspera da corrida, na semana da corrida acaba a ansiedade acaba tomando conta da gente. É reação do nosso corpo, da nossa mente”, comenta.
 
“No dia da corrida, relaxa, porque na verdade não vai mudar nada. Aquilo que você faz anteriormente é que pode mudar o resultado. No dia da corrida deixa acontecer, deixa o vento te levar. Se fizer bom planejamento vai correr bem certamente. Igual à vida. Tudo é planejamento”, completou.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook