Ana Sátila: "Claro que já sonho com a medalha olímpica"

Ana Sátila: "Claro que já sonho com a medalha olímpica" / Foto: DivulgaçãoAna Sátila: "Claro que já sonho com a medalha olímpica" / Foto: Divulgação

Ana Sátila: "Claro que já sonho com a medalha olímpica"

São Paulo - Ana Sátila é a caçula da delegação brasileira que disputará os Jogos Olímpicos de Londres 2012. O primeiro título brasileiro foi conquistado quando ela ainda tinha 12 anos. A tão sonhada vaga para as Olimpíadas veio três dias antes de completar 16 anos. A ICF ( sigla em inglês para Federação Internacional de Canoagem) já considera a brasileira uma das melhores do planeta na categoria K1.

Agora, a menina precoce de Primavera do Leste, quer mostrar ao mundo que pode enfrentar de igual pra igual qualquer adversária. Diz que vai usar os Jogos Olímpicos de Londres 2012 para ganhar experiência e mostra pensamento de campeã ao ser questionada sobre as chances de uma medalha olímpica: "Claro que já sonho com a medalha olímpica, afinal quem não sonha, nunca alcança".

Nessa entrevista exclusiva dada ao ESPORTE ALTERNATIVO a queridinha de Londres 2012 falou ainda sobre a preparação para os Jogos Olímpicos, a rotina de treinos, sobre a infância, namorados e claro, sobre o que mais gosta de praticar: A Canoagem.

 

Vale a pena Conferir a Entrevista Completa:

 

EA - É verdade que seu pai é um ótimo nadador e que você quase morreu afogada em Santos ? Pode contar os detalhes dessa história ?

Ana Sátila - Meu pai foi um excelente atleta de natação em águas abertas e representava o estado de São Paulo em competições nacionais. Esse acontecimento de Santos foi um fato inesperado, que se passou quando eu era bem criancinha e poderia ter acontecido com qualquer um, mas infelizmente foi verdade.

 

EA - De onde veio a vontade de praticar Canoagem ? Foi pro causa  dos incentivos da escolinha de Canoagem em Primavera do Leste ?

Ana Sátila - Comecei a praticar canoagem porque foi um esporte que me identifiquei e achei diferente. Gostei do esporte desde a primeira vez que remei e então decidir não parar mais.

 

EA - Quantos anos você tinha quando começou na Canoagem ?

Ana Sátila - 9 anos.

 

EA – Lembra da primeira vez que praticou o esporte ? Consegue descrever exatamente o que aconteceu naquele dia ?

Ana Sátila - Na primeira vez que entrei em um barco, foi um desastre. Não fazia idéia que fosse tão difícil e também não conhecia nada sobre a canoagem. Foi realmente ruim, mas apesar disso, gostei do mesmo jeito.

 

EA - Por que escolheu a modalidade K1 ? Lembra de como foi essa escolha ?

Ana Sátila - Escolhi o K1 porque foi o que eu mais gostei. Achei legal as coisas que os atletas faziam com o k1, como algumas manobras.

 

EA - Como foi a sua primeira participação em uma Copa Brasil de Canoagem ? Lembra em qual posição chegou ?

Ana Sátila - Minha primeira competição nacional foi o brasileiro de iniciantes em Salmourão-SP, onde fiquei com a primeira colocação. Tinha 10 anos na época e foi uma competição surpreendente porque não conhecia muito do esporte e não sabia que o Brasil tinha tantos atletas na modalidade. Ganhei mais experiência e preparo técnico para as próximas competições que viriam.

 

EA - Dois anos depois, ainda com 12 anos, veio o primeiro título brasileiro. O que dá pra contar desse primeiro título nacional ? Tem alguma história de bastidores que até hoje você não contou ?

Ana Sátila - Foi um título inesperado, porque ninguém acreditava que uma garota de apenas 12 anos poderia se tornar a melhor do Brasil e vencer uma atleta sênior que acabava de chegar das olimpíadas, mas eu estava bem preparada e confiante e sabia que podia vencer.

 

EA  - Como eram seus treinos nessa época ? Deu pra ser uma criança normal ? Brincava com os amigos ? Ia pra escola ? Fazia a lição de casa?

Ana Sátila - Era uma criança normal como qualquer outra. Brincava com os colegas, fazia dever de casa, ia para a escola, tudo normal.

 

EA - Hoje, você já possui dezenas de troféus e de medalhas. O que mudou desse primeiro título até hoje ? Quais as semelhanças e as diferenças ?

Ana Sátila - Muita coisa tem mudado do primeiro título até hoje. Foram anos de treinamento e dedicação para alcançar os resultados que obtive, sempre treinando muito e com o objetivo de chegar as Olimpíadas. Agora estou em um nível bem mais avançado que requer mais dedicação e disciplina do atleta.

 

EA – Como é trabalhar com o  italiano Ettore Ivaldi ? Dá pra entender o que ele fala ? Como foi no começo ?

Ana Sátila - O Ettore é um técnico muito experiente, que conhece muito sobre a Canoagem Slalom e tem bastante o que nos ensinar. No começou foi um pouco difícil a comunicação com ele, mas agora ele já aprendeu bem a nossa língua e não temos mais problemas.

 

EA - Como é um treino de Canoagem ? Tem corrida ? Tem musculação ? Ou é só cair na água


Ana Sátila - Os treinos de canoagem são bem complexos. Fazemos musculação, corrida e um pouco de natação.

 

EA - Como foi a sua rotina de treinos em Foz do Iguaçu antes da tão sonhada classificação ? Dá pra contar um pouco pra gente o que fazia todos os dias para chegar onde chegou ?

Ana Sátila - Comecei a minha concentração na equipe permanente em janeiro e treinamos três meses para o campeonato com uma rotina diária. Dois treinos de canoagem e mais musculação e corrida. Foi um longo tempo de preparo especifico para a classificação Olímpica.

 

EA - Quando percebeu que tinha chances de conseguir a classificação para Londres 2012 ? Era um sonho distante ?

Ana Sátila - Comecei a perceber que poderia vencer o campeonato quando fui convocada para a Seleção brasileira, em janeiro. Com isso, fiquei mais confiante e preparada.

 

EA - Lembra do dia em que conseguiu a vaga ? Dá pra descrever pra gente passo a passo como tudo aconteceu ?

Ana Sátila - Não tem como esquecer o dia em que conquistei a vaga, foi tudo muito emocionante. Estava confiante devido as semifinais e a classificatória, que eu tinha ido muito bem. Depois disso, as pessoas começaram a acreditar que eu poderia conquistar a vaga para Londres 2012. Todos estavam torcendo para mim quando comecei a minha descida. Apesar da expectativa, eu estava concentrada e calma, o que me ajudou bastante. Só fiz o que tinha aprendido, com muita calma e confiança, e no final deu tudo certo.

 

EA - Já pensou que será a caçula da delegação brasileira em Londres 2012  ? Gosta disso ?

Ana Sátila - Adoro o fato de ser a mais nova. É uma experiência completamente diferente, mas mesmo assim sei que a tarefa não vai ser fácil. Estou muito feliz por ser a caçula.

 

EA - Hoje você é apontada uma canoísta de elite. Segundo a ICF (sigla em inglês para Federação Internacional de Canoagem), seu nome já aparece como uma das melhores do planeta na sua categoria. O que espera daqui pra frente ?

Ana Sátila - Espero ir melhorando cada vez mais os meus resultados internacionais e ficar mais perto das primeiras colocadas. Quero ganhar mais experiência e me preparar ainda mais para as próximas competições e para as olimpíadas do Rio de Janeiro.

 

EA - Mudou alguma coisa na sua vida depois que conseguiu a vaga para Londres 2012 ?

Ana Sátila - Agora que consegui a vaga Olímpica, os treinos ficaram bem mais concentrados e estou tendo a oportunidade de aprender muitas coisas em países diferentes, com atletas diferentes. Isso tem importância fundamental para o tipo de esporte que eu pratico.

 

EA - A classificação para Londres foi o principal resultado que já conseguiu até hoje ? Tem algum outro momento que gostaria de lembrar ? Como foi ?

Ana Sátila - Além da classificação Olímpica, o outro resultado que obtive foi o sexto lugar na Copa do Mundo Sênior na categoria C1 feminino, que não é a minha especialidade. Isso foi em Junho de 2012, na Espanha.

 

EA - Qual a sua meta para Londres 2012 ? Dá pra pensar em uma medalha ou isso ainda é um sonho muito distante ?

Ana Sátila - Claro que já sonho com a medalha olímpica. Afinal, quem não sonha, nunca alcança. Espero ganhar bastante experiência para as olimpíadas do Rio.

 

EA - A alimentação e a rotina mudam com a chegada dos Jogos Olímpicos ?

Ana Sátila - Mantemos um padrão diário com a nutricionista para cuidar da alimentação. Isso já acontece desde a entrada na equipe permanente. A rotina tem mudado bastante com a proximidade dos Jogos Olímpicos. Agora estou concentrada em Londres, fazendo treinos específicos no canal das olimpíadas, focada no objetivo da evolução a cada treino para as Olimpíadas.

 

EA  - Já tem planos para depois de Londres 2012 ?


Ana Sátila - Depois de Londres 2012 vou continuar com a rotina de treinamentos, focando as competições internacionais. Vou continuar os estudos e começar a faculdade.

 

EA - Nesses próximos meses, qual a sua programação até os Jogos Olímpicos ?

Ana Sátila - Agora vou ficar treinando em Londres durante algumas semanas. Depois vou treinar em uma pista diferente e volto finalmente para competir nos Jogos Olímpicos de 2012.

 

EA – Tem algum ídolo ? Alguém da canoagem que a inspira ?

Ana Sátila - Ídolo não, mas admiro algumas pessoas por causa do trabalho que fazem, como Tony Estanguet (C1 masculino), Maialen Chourraut, (K1 feminino) e Peter Kauzer (K1 masculino).

 

EA - Já namorou ? Atualmente, dá pra pensar em namorar ? Tem namorado ?

Ana Sátila - Já namorei sim, com certeza, mas agora não estou namorando. Estou viajando e treinando muito, focada em um objetivo e não posso deixar nada atrapalhar, tudo tem seu tempo.

 

EA - O que gosta de fazer quando não está focada na canoagem ?

Ana Sátila - Quando não estou treinando, saio com alguns amigos e com minha família. Gosto de ouvir muita música e sempre estudo.

 

EA - Gosta de futebol ? Tem algum time ?

Ana Sátila - Não gosto muito de futebol, prefiro assistir algumas partidas de tênis ou vôlei.

 

EA - Alguma outra paixão ?

Ana Sátila - Principalmente canoagem, mas admiro muito a natação e o tênis.

 

EA - Qual o recado que gostaria de deixar para o público brasileiro ?

Ana Sátila - Gostaria de falar que somos todos uma grande nação e que nós, atletas brasileiros, precisamos da torcida e da vibração do publico brasileiro para que possamos nos desenvolver, não só no esporte, como na vida, principalmente agora com a próxima Olimpíada em nosso pais.

 

EA - Tem mais alguma coisa que você gostaria de falar ?

Ana Sátila - Queria aproveitar para agradecer principalmente a minha família que sempre tem me apoiado, a Seleção Brasileira de Canoagem, aos meus técnicos e auxiliares, aos patrocínios e apoios e a todos que torcem por mim. Muito Obrigado !

 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook