Brasil terá nove atletas em PyeongChang 2018

Stefano Arnhold é o Chefe da Missão Brasileira. Equipe de bobsled será a primeira a chegar à Coreia, no dia 1º de fevereiro / Foto: 2017 Getty ImagesStefano Arnhold é o Chefe da Missão Brasileira. Equipe de bobsled será a primeira a chegar à Coreia, no dia 1º de fevereiro / Foto: 2017 Getty Images

Coreia do Sul - O Time Brasil disputará os Jogos Olímpicos de Inverno PyeongChang 2018 com uma delegação formada por nove atletas e mais um reserva. O país conquistou vaga em cinco modalidades: esqui alpino, esqui cross country, snowboard, bobsled e patinação artística. A primeira equipe brasileira a chegar à Coreia será a de bobsled, no dia 1º de fevereiro. A 23ª edição de Jogos Olímpicos de Inverno será realizada de 9 a 25 de fevereiro, na Coreia do Sul.
 
A delegação brasileira será formada por Isadora Williams (patinação artística); Edson Bindilatti, Odirlei Pessoni, Rafael Souza, Edson Martins e o reserva Erick Vianna (bobsled); Michel Macedo (esqui alpino); Jaqueline Mourão e Victor Santos (esqui cross country); e Isabel Clark (snowboard). 
 
O Chefe da Missão Brasileira nos Jogos Olímpicos de Inverno PyeongChang 2018 será o presidente da Confederação Brasileira de Desportos na Neve (CBDN), Stefano Arnhold. Esquiador máster, Stefano foi o Chefe de Equipe das modalidades de neve em quatro edições anteriores dos Jogos (Salt Lake 2002, Turim 2006, Vancouver 2010 e Sochi 2014) e Chefe de Missão nos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi 2014 e da Juventude Innsbruck 2012.
 
“Estamos muito contentes com a dedicação dos atletas e suas respectivas comissões técnicas multidisciplinares da Confederação Brasileira de Desportos no Gelo e da Confederação Brasileira de Desportos na Neve, que culminou com a classificação de nove atletas de cinco modalidades esportivas”, disse Stefano Arnhold.
 
 
A delegação brasileira utilizará as duas Vilas Olímpicas dos Jogos: Gangneung, na costa, e a vila de PyeongChang, na montanha. Isadora Williams ficará na Vila de Gangneung, na costa, próxima a instalação onde competirá, a Gangneung Ice Arena. Já o restante da delegação ficará alojada na vila de PyeongChang, na montanha, onde serão realizadas as competições de bobsled, esqui alpino e cross country, além do snowboard.
 
Equipe - Isadora Williams, da patinação artística, foi a primeira atleta brasileira a conquistar a vaga para PyeongChang, em setembro de 2017. Na ocasião, ela ficou na quinta posição do Troféu Nebelhorn, na Alemanha, e conquistou uma das seis vagas olímpicas restantes na modalidade. Isadora disputou os Jogos Olímpicos Sochi 2014.
 
O Time Brasil levará também à Coreia duas equipes de bobsled, o trenó que desce uma pista de gelo em alta velocidade. O país alcançou a vaga no 4-man e também participará pela primeira vez da disputa no 2-man. Edson Bindilatti será o piloto tanto no quarteto quanto nas duplas e participará dos Jogos Olímpicos pela quarta vez. Ele terá a companhia de Odirlei Pessoni (uma participação), Rafael Souza e Edson Martins (uma participação), que também formará a equipe no 2-man. Erick Vianna será o reserva. 
 
O primeiro classificado dos desportos na neve foi Michel Macedo, de 19 anos, que disputará sua primeira edição dos Jogos Olímpicos de Inverno. Natural de Fortaleza e residente de Oregon (EUA), Macedo foi Top 15 nos Jogos Olímpicos da Juventude Lillehammer 2016, até hoje o melhor resultado brasileiro olímpico na modalidade.
 
Jaqueline Mourão garantiu a vaga, agora para a sua sexta participação olímpica. A atleta mineira se iguala e Formiga (futebol) com o maior número de participações olímpicas entre as atletas brasileiras. Torben Grael, Robert Scheidt (vela), Rodrigo Pessoa (hipismo) e Hugo Hoyama (tênis de mesa) também têm seis edições de Jogos Olímpicos. Jaqueline será a única, entre homens e mulheres, a competir em duas de Verão e quatro de Inverno. Em PyeongChang, Jaqueline disputará o esqui cross country mais uma vez (foi também a Turim 06, Vancouver 10 e Sochi 14). Mas a atleta já disputou os Jogos Olímpicos no biatlo (Sochi 14) e no Mountain Bike (Atenas 04 e Pequim 08).
 
Ainda no Esqui Cross Country, o Brasil terá a estreia do jovem Victor Santos. O paulista é um dos jovens destaques do projeto social Ski na Rua, do atleta olímpico Leandro Ribela (Vancouver 2010 e Sochi 2014). O Cross Country é uma modalidade de resistência, na qual os atletas percorrem médias e longas distâncias sobre esquis, impulsionados por bastões.
 
Também nos esportes na neve, a snowboarder Isabel Clark volta ao palco olímpico pela quarta vez, sempre na prova de Snowboard Cross. Isabel é a responsável pelo melhor resultado do Brasil em Jogos de Inverno, nona colocada em Turim 2006.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook