Campeão da World Series em 2015 visita projetos de Beisebol no Brasil

Jeremy Guthrie fica no Brasil entre 24 e 29 de janeiro / Foto: DivulgaçãoJeremy Guthrie fica no Brasil entre 24 e 29 de janeiro / Foto: Divulgação

Rio de Janeiro - Em ação para expansão e desenvolvimento do beisebol, que volta a ser esporte olímpico em Tokyo 2020, o Consulado americano em São Paulo com apoio da Major League Baseball trará ao Brasil Jeremy Guthrie, ex-jogador da MLB que atuou em cinco equipes ao longo dos seus 12 anos de carreira. Guthrie fez parte do elenco campeão do Kansas City Royals na World Series de 2015 junto com o brasileiro Paulo Orlando. O ex-jogador ficará no Brasil entre 24 e 29 de janeiro participando de clínicas e palestras sobre a modalidade nas cidades de São Paulo e Sapucaí-Mirim.
 
Na chegada, dia 24, Jeremy fará um city tour para conhecer a cidade de são Paulo, já na quinta-feira, dia 25, Jeremy visitará pela manhã a Academia MLB Brasil em Ibiúna para conversar com os atletas brasileiros que treinam para se tornarem profissionais como o arremessador. No período da tarde Guthrie segue para a Arena Beisebol, onde realizará palestra e clínica aos atletas amadores de beisebol, além dos amantes praticantes e jovens alunos da escolinha ministrada no local pelo capitão da seleção brasileira, Jean Tomé.
 
Dos dias 26 a 28 de janeiro, Jeremy Guthrie visitará o acampamento do projeto Estrelas do Esporte, a iniciativa é uma parceria entre Sesc SP, Consulado dos Estados Unidos e Major League Baseball para desenvolvimento social e esportivo de jovens e adolescentes brasileiros através do basquete, beisebol e futebol feminino.  No dia 29 de janeiro o ex-atleta da MLB retorna a São Paulo para atender a imprensa no período da tarde.
 
ARENA BEISEBOL – Inaugurada esse ano é o primeiro local em São Paulo para práticas livres de beisebol, com duas gaiolas de rebatidas e um bullpen, área exclusiva para treinos de arremessos. O local é privado e pode ser alugado por número de rebatidas e tempo para arremessos. Também possui aulas da modalidade que são ministradas pelo profissional Jean Tomé, capitão da seleção brasileira de beisebol.
 
BEISEBOL NO BRASIL - Nos últimos anos, a MLB vem trabalhando intensivamente ao lado CBBS para proporcionar cada vez mais oportunidades aos jovens atletas brasileiros que desejam se tornar jogadores de beisebol profissionais. Desde 2011, o MLB Brasil Elite Camp possibilitou que vários novos talentos assinassem contratos com clubes profissionais da liga americana e de outros países, proporcionando um expressivo avanço no nível de jogo no Brasil.
 
Só em 2017, a Academia MLB Brasil, projeto anual que substituiu o MLB Elite Camp, impulsionou cinco prospectos brasileiros a assinarem contratos profissionais com times da Major League Baseball. Heitor Tokar (arremessador) e Victor Coutinho (defensor de campo externo) assinaram com o Houston Astros, Vitor Watanabe (arremessador) com o Milwaukee Brewers e Christian Pedrol (arremessador), contratado em maio pelo Seattle Mariners, juntaram-se a Eric Pardinho, maior prospecto brasileiro contratado pelo Toronto Blue Jays.
 
Também neste ano o Brasil viveu seu melhor momento na maior liga de beisebol do mundo, com 4 atletas atuando no topo da modalidade, Yan Gomes (Cleveland Indians), Paulo Orlando (Kansas City Royals), Thyago Vieira (Seattle Mariners) e Luiz Gohara (Atlanta Braves) que se tornou primeiro prospecto a chegar as grandes ligas após ser selecionado, em 2012, na segunda edição do Elite camp.
 
A MAJOR LEAGUE BASEBALL atualmente possui 15 atletas brasileiros com contratos ativos, cinco já tendo alcançado o nível mais alto da MLB. Dos 30 clubes que formam a maior liga de beisebol do mundo, dez contam com brasileiros em suas instituições. É um número muito expressivo se compararmos a NBA e NFL.
 
Veja Também: 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook