Mindfulness ajuda atletas a melhorarem performance

Kobe Bryant é um dos atletas que pratica mindfulness/ Foto: DivulgaçãoKobe Bryant é um dos atletas que pratica mindfulness/ Foto: Divulgação

São Paulo - Preocupados com o desempenho, os esportistas calculam cada avanço ou melhoria da performance e ruminam quando um errinho cometido impede o resultado positivo.
 
Para minimizar os efeitos dessa preocupação e fazer com que atletas se concentrem totalmente no treino ou competição e alcancem resultados mais satisfatórios, o Instituto Latino Americano de Mindfulness e Bem Estar, ILAMB, elabora treinamentos específicos voltados para o setor.
 
A ideia é preparar esses profissionais para que sejam capazes de atuar com atenção plena, ou seja, sem quaisquer distrações que atrapalhem aquele momento específico. Um lapso de segundo faz a diferença entre uma oportunidade desperdiçada e um passe, cesta, ponto ou gol executado de maneira precisa.
 
"O treino e a preparação emocional são a diferença de grandes atletas. A prática de mindfulness ajuda o atleta se manter no estado de flow, também conhecido no meio esportista como 'in the zone', estado de entrega total e alta performance", conta a fundadora do ILAMB, Marina Neumann. De fato, Kobe Bryant e Novak Djokovic, dois dos maiores nomes do basquete e tênis, respectivamente, são praticantes do mindfulness.
 
Nesse campo específico, um dos pontos essenciais é a técnica conhecida como self-talk, uma conversa consigo mesmo, para subverter o peso negativo que essa voz interior costuma carregar. "No lugar de cometer um erro e se penalizar, é preciso mudar o tom do discurso, superar e ir em frente para a próxima etapa. Em esportes de alto rendimento e que demandam grande concentração, isso é essencial para atingir bons resultados", explica Marina.
 
Outro benefício da prática é a redução nas chances de lesões. "Ao aumentar a consciência corporal, a atenção plena diminui os riscos de lesões. O corpo do atleta fica protegido", diz Marina. Além de atletas profissionais, o mindfulness também é interessante para treinadores, membros da equipe técnica e até mesmo quem pratica esportes de maneira esporádica. "Corredores, por exemplo, estão sempre tentando se superar, diminuir em um minuto seu tempo. O treino mental faz a diferença".
 
Para a fundadora do ILAMB, uma boa introdução para a prática de mindfulness é prestar atenção nos pensamentos que passam pela cabeça e começar a descrevê-los para si mesmo. Apenas dar um rótulo a eles e deixá-los passar. O exercício ajuda ainda nas prévias, ao atenuar a preocupação sobre a próxima competição ou o último treino. Isso porque, às vezes, esse simples pensamento pode levar a um impacto negativo nos sentimentos e, por consequência, uma piora de performance.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook