Categoria Pais e Filhos é uma das atrações do Fico Surf Festival

Phillipe e Davi Glazer estão entre os destaques da categoria / Foto: Everton Luis/@surf_capturePhillipe e Davi Glazer estão entre os destaques da categoria / Foto: Everton Luis/@surf_capture

São Paulo - O Fico Surf Festival volta à ativa depois de 30 anos querendo uma grande festa nas ondas e um clima de confraternização. Uma das disputas que promete ser atração será a Pais e Filhos, grande novidade no cenário competitivo. A competição apresentada por Grupo Lunelli será realizada do dia 30 deste mês a 1º de abril, na Praia do Tombo, em Guarujá, e segue com inscrições abertas.
 
Nesta nova categoria em ação, pai e filho entrarão juntos no mar, somando as notas na bateria. “Mais do que uma disputa, é um momento de convívio e união”, afirma o gerente de marketing da Fico, Augusto Saldanha, lembrando que a dupla vencedora ganhará duas pranchas, uma para cada atleta.
 
Entre os participantes já confirmados estão os catarinenses Phillipe e Davi Glazer. Aos 31 anos, o pai é freeesurfer, já foi competidor, tendo resultados como pró-júnior na Austrália, e hoje atua como técnico do filho, que está com 10 anos e desponta como um dos novos valores do surf brasileiro.
 
Os resultados mostram que Davi é destaque grommet sendo o atual campeão catarinense petiz (sub10) e também dos circuitos Silver Bay e Surfuturo, além de ter garantido este ano o quinto lugar no ranking do Rip Curl Grom Search na sub12. Para eles, competir será uma extensão dos treinos habituais nas ondas.
 
Os dois surfam juntos, pelo menos, três vezes por semana. “Será muito bom. É a primeira vez que participamos de um campeonato desse tipo. Estamos muito felizes em fazer parte desse Festival”, afirma Phillipe, embaixador da marca Fico.
 
Para ele, os dois competindo junto será uma vantagem e não acredita que Davi sinta a pressão em ter o pai ao seu lado. “Pelo contrário. Acho que ficará mais seguro”, comenta Phillipe que atua como técnico nas competições. “Toda ajuda serve para acalmá-lo e garantir que surfe tranquilo, mostrando 100% de seu potencial”, fala o pai e treinador, que já competiu como amador e, aos 20 anos, foi 13º colocado no ranking pro-júnior da Austrália.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook