Atletas do IGM iniciam tratamento ortodôntico em Santos

Ação faz parte do projeto sorriso saudável, futuro campeão, desenvolvido pelo Instituto Horliana / Foto: AlekoStergiouAção faz parte do projeto sorriso saudável, futuro campeão, desenvolvido pelo Instituto Horliana / Foto: AlekoStergiou

São Paulo - Criado pelo primeiro brasileiro campeão mundial de surf para formar novos talentos da modalidade, o Instituto Gabriel Medina (IGM) tem a sua sede na Praia de Maresias, em São Sebastião, onde o ídolo do esporte mora, mas conta com uma relação muito próxima com Santos.
 
Alguns dos profissionais que atuam no projeto são da cidade da Baixada Santista, incluindo, o renomado cirurgião dentista Ricardo Horliana, responsável por toda área de saúde bucal dos atletas.
 
Nesta quinta-feira, dia 19, parte dos jovens que atuam no IGM estarão em Santos, para uma nova e importante fase do projeto Sorriso Saudável, Futuro Campeão, comandado por Horliana, que tem como objetivo a promoção da saúde bucal, a prevenção e garantir melhor rendimento e performance esportiva.
 
Os atletas selecionados conforme os critérios de avaliações (incluindo a correta higiene bucal) estarão na Clínica Santo Sorriso, parceira do Instituto Horliana, para a instalação dos aparelhos fixos estéticos (Safira-Morelli Ortodontia), sendo que alguns farão exames radiográficos. Além do tratamento ortodôntico, terão uma nova etapa de aprendizado para manter a correta higiene bucal.
 
Os atletas permanecerão o dia em Santos e também aproveitarão a viagem para conhecer atrações da Cidade, como o Aquário Municipal e o Memorial das Conquistas, do Santos FC, na Vila Belmiro. Entre eles, estará Sophia Medina, irmã de Gabriel Medina, com atendimento agendado para a parte da manhã. A presidente do IGM, Simone Medina, acompanhará a primeira turma beneficiada com o tratamento.
 
Segundo o cirurgião-dentista Ricardo Horliana, a saúde bucal adequada está intrinsicamente ligada ao melhor rendimento físico possível. Ele explica que um foco de infecção fará com que o corpo mobilize recursos para poder combater ou, pelo menos, controlar aquela anormalidade, deixando outras partes vulneráveis, suscetíveis a lesões, fadigas.
 
“Com a boca saudável, o corpo do atleta estará focado para o rendimento que ele deseja”, relata. “Uma infecção pode trazer dores, desconfortos, que podem ser fatores determinantes para diminuir a vontade de fazer as atividades”, exemplifica.
 
Outro fator importante para a performance está ligado à mordida. A cabeça sofre interferência de como os dentes se relacionam. Se os arcos dentários não se encaixam corretamente, a cabeça pode mudar a posição em relação a coluna cervical e isso interfere diretamente no equilíbrio e postura corporal”, explica, lembrando que a cabeça pesa, em média, seis quilos e, fora de posição, faz com que o corpo tenha de se adaptar à nova posição.
 
“Uma boa postura impacta no rendimento motor do corpo. Faz com que seu rendimento seja superior. Costumo dizer assim: Se um atleta tem um bom rendimento e ainda assim tem um problema de mordida, pode melhorar sua performance, corrigindo isso”, fala Horliana, explicando a importância do uso do aparelho ortodôntico.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook