Corinthians-Guarulhos é eliminado pelo Sesi-SP na Superliga Masculina

Emoção do oposto Gabriel com o ídolo Serginho / Foto: Duda Bairros/Corinthians-GuarulhosEmoção do oposto Gabriel com o ídolo Serginho / Foto: Duda Bairros/Corinthians-Guarulhos

São Paulo - O segundo jogo do playoff da Superliga 2017/2018 entre Corinthians-Guarulhos e SESI-SP confirmou o que foi o duelo das equipes durante toda a temporada: decidida nos detalhes e apenas com dois pontos de diferença nos sets.
 
O duelo no Ginásio da Ponte Grande demonstrou o poder de reação da equipe Alvinegra e da raça corintiana em cada ponto, acompanhados de perto por uma torcida que, ao longo dos dez primeiros meses da equipe, fez a diferença e jogou junto em todos os momentos.
 
“Jogamos as quartas de final contra uma das equipes favoritas ao título e praticamente todos os sets foram decididos por uma diferença de dois pontos. Fico feliz pelo projeto ter dado certo. O ginásio da Ponte Grande ficou cheio de famílias e crianças durante toda a temporada. Perdemos hoje, mas vamos ganhar no futuro. Em quatro campeonatos fizemos três finais. Agradeço a todos que torceram e é uma felicidade muito grande jogar com essa camisa e poder fazer um playoff contra meu antigo time, analisou Serginho logo ao término da partida.
 
Após o último ponto da partida, muitos jogadores se emocionaram, como o ponteiro Alan Patrick e o oposto Gabriel, que agradeceram a temporada ao lado do camisa 10. “É legal ver o reconhecimento desses meninos, a evolução que tiveram nessa temporada. De alguma forma eles se espelham em nós e fico feliz de saber disso. Se tem uma coisa que fico feliz é de ser exemplo dentro e fora de quadra”, enalteceu o líbero.
 
O técnico Alexandre Stanzioni fez questão também de enaltecer o duelo contra o tradicional SESI-SP e fez uma análise desta série de mata-mata. “As parciais sempre foram muito apertadas, foi um aprendizado, temos que desenvolver. Bolas que foram possíveis de construir, não estivemos preparados para virar, mas é fruto de início, de um primeiro ano de projeto, de tudo muito novo, toda pressão externa, de estar envolvido em uma marca de clube de futebol. Agora é usar isso a nosso favor”, analisou.
 
Emocionado, o treinador que é corinthiano e idealizador da equipe também se emocionou com a proporção que a equipe tomou nesta primeira temporada. “A temporada dentro da quadra foi muito positiva, evoluímos, achamos um grupo. Começamos a trabalhar muito cedo, por que tínhamos o objetivo de disputar a Superliga A, fomos além no Paulista, com a final. Esse momento é de avaliações do que foi feito. Foi um ano de muito aprendizado e que possamos ter semeado um bom fruto para o futuro”, finalizou.
 
Em apenas dez meses de projeto o Corinthians-Guarulhos chegou a três finais: Copa SP (vice), Paulista (vice) e Taça Ouro (campeão).
 
Futuro garantido - O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, esteve no Ginásio da Ponte Grande em Guarulhos, na tarde da última quarta-feira, dia 28, para apoiar os atletas da equipe de vôlei que enfrentaram o Sesi-SP, na noite de ontem, pelas quartas de finais da Superliga Masculina de Vôlei.
 
Na ocasião, além de motivar a equipe, que precisava vencer para continuar sonhando com a vaga na semifinal, o presidente garantiu que o time permanecerá sediado em Guarulhos na próxima temporada.
 
“O Corinthians manterá a parceria com a cidade de Guarulhos e para próxima temporada estaremos ainda mais forte”, afirmou o recém eleito presidente, que foi recebido por Anderson Marsili, gestor do Corinthians-Guarulhos.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook