Natália volta ao Brasil e quer se recuperar de lesão para o Mundial

Natália no Centro Dois Andares / Foto: Dois Andares / DivulgaçãoNatália no Centro Dois Andares / Foto: Dois Andares / Divulgação

São Paulo - Após jogar duas temporadas pelo Fenerbahçe, na Turquia, a Natália voltou ao Brasil. A ponteira quer acertar com uma equipe nacional e se recuperar da lesão no joelho direito, uma tendinite crônica, para estar em boa condição e disputar o Mundial, no Japão, no final de setembro, e ajudar a Seleção Brasileira a trazer a tão esperada medalha de ouro.
 
“Tive uma temporada muito difícil lá, com um problema no joelho direito. Por isso, não renovei e voltei para o Brasil porque sei que aqui terei todo o suporte da parte médica. Minha intenção é me recuperar totalmente, fazer uma boa temporada e ficar bem fisicamente”, explica Natália, que adiantou estar conversando com algumas equipes brasileiras, mas que ainda não fechou com ninguém. 
 
Seu maior sonho é conquistar a medalha de ouro no Mundial. “O mundial desse ano é muito importante para gente e quero estar bem e preparada. Esse é meu foco principal, fazer todo o treinamento e me recuperar”.
 
Para isso, Natália está treinando no Centro Dois Andares, sob orientação do preparador físico da seleção brasileira de vôlei e bicampeão olímpico, José Elias Proença. A jogadora desenvolveu uma tendinite crônica no joelho, gerando muita dor na região. Para ficar bem para a temporada, ela precisará de treinamento direcionado durante cerca de três meses, afastada das quadras. 
 
Alinhamento biomecânico - José Elias de Proença explica que o foco do treinamento da Natália é o alinhamento biomecânico para organizar o tornozelo e quadril e, dessa forma, fazer com que o joelho responda às situações de jogo de forma mais confortável e protegendo a articulação. Além disso, é importante organizar toda a postura e alinhamento corporal.
 
“Felizmente não será necessária nenhuma cirurgia e a recuperação promete ser rápida", explica Natália, aliviada. "A metodologia Dois Andares, com base em pilates, será importante para a recuperação da Natália, proporcionando melhor alinhamento biomecânico em função das ações do voleibol que, no caso dela, é passar, arrancar e saltar”, ressalta José Elias.
 
A atleta também enxerga a metodologia de José Elias como fundamental para sua recuperação. “Nós, atletas, dependemos muito do alinhamento do nosso corpo. Eu venho treinando isso mais a cada ano e o 'Zezinho' (apelido de José Elias) me conhece desde meus 16 anos e cuida muito da minha postura. Por ter ficado lá fora por duas temporadas, eu relaxei nisso, e agora vou me dedicar para não ter mais problema”, reforça a ponteira brasileira. 
 
A dificuldade de Natália é comum a diversas pessoas, inclusive quem não é atleta. “Meu problema é mecânico, eu tenho algumas partes meio fracas que eu preciso dar uma reforçada, que é glúteo médio, panturrilha, quadríceps, minhas costas”. As estruturas mais fracas e sem o alinhamento correto acabam sobrecarregando o joelho e, por isso, causa a lesão. O mesmo ocorre com inúmeras pessoas que, por não terem os músculos do core fortalecido, por exemplo, sentem dores nas costas.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook