Ana Beatriz e Adenízia comentam estreia da Seleção na Liga das Nações

Ana Beatriz em lance do jogo contra a Alemanha / Foto: Gaspar Nóbrega/Inovafoto/CBVAna Beatriz em lance do jogo contra a Alemanha / Foto: Gaspar Nóbrega/Inovafoto/CBV

São Paulo - O revés da Seleção Feminina de Vôlei para a Alemanha, por 3 sets a 1, na estreia na Liga das Nações foi visto pelas atletas Adenízia e Ana Beatriz como benéfico, no sentido de ajudar o Brasil a identificar os pontos a serem trabalhados para os próximos jogos na competição.
 
“Começamos bem, 25-15 no primeiro set, depois demos uma caída. Defendemos bem no set inicial, conseguimos amortecer as bolas e gerar mais contra-ataques. Nos outros sets, não conseguimos defender tão bem, tendo poucas oportunidades de contra-ataque. A oposta e a ponteira delas foram muito bem, com um jogo bem acelerado e boa distribuição. É ruim estrear perdendo, mas é bom para que possamos ver erros e coisas que temos que melhorar”, afirmou Ana Beatriz.
 
“No primeiro jogo, sempre temos aquela grande vontade de jogar, de entrar com tudo, que pode acabar estragando, se não soubermos controlar. Foi um jogo em que as alemãs se saíram muito bem, defenderam muito bem. Precisamos agora ter muita calma para os próximos jogos, que serão mais difíceis ainda. Muita paciência, que o campeonato é longo”, disse Adenízia.
 
O Brasil volta à quadra nesta quarta, dia 16, contra o Japão, às 15h05, com transmissão ao vivo da Rede Globo e SporTV. Na quinta, dia 17, o adversário será a Sérvia, no mesmo horário.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook