Musa dos EUA diz que não viria ao Rio se Jogos fossem hoje

Hope Solo / Foto: ReproduçãoHope Solo / Foto: Reprodução

Rio de Janeiro – Uma das mais famosas jogadoras de futebol dos Estados Unidos, goleira titular da seleção, Hope Solo colocou em xeque sua vinda para o Rio de Janeiro nas Olimpíadas, em agosto, devido ao surto do vírus da zika que preocupa o país. 
 
"Se tivesse que tomar uma decisão hoje, eu não iria", relatou a atleta em entrevista ao site da revista Sports Illustrated, na mesma semana em que a própria seleção americana também cogitou não vir ao Rio, segundo o jornal New York Times.
 
“Eu nunca assumiria o risco de ter uma criança não saudável”, emendou Hope, citando a relação da zika com o aumento no nascimento de bebês com microcefalia no país. A atleta clamou ainda por uma solução e disse que os atletas não deveriam ter que enfrentar esse tipo de problema.
 
“Mulheres que são atletas profissionais já enfrentam muitas coisas diferentes e têm que tomar decisões que atletas homens não têm. Nós aceitamos isso como parte de ser mulher, mas não aceito ser forçada entre decidir escolher por meu país e sacrificar a possível saúde de uma criança ou ficar em casa e desistir de meus sonhos e objetivos como atleta”, afirmou.
 
A jogadora lamentou profundamente a situação."Competir nas Olimpíadas deveria ser uma coisa segura para todo atletas, homem ou mulher”, concluiu.
 
Veja Também: 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook