Donas da casa e europeus dificultam caminho do Brasil em Mundiais

Seleção Feminina Juvenil de Handebol / Foto: Divulgação/CBHbSeleção Feminina Juvenil de Handebol / Foto: Divulgação/CBHb

São Paulo - As seleções juvenil e júnior do Brasil jogarão contra fortes adversários na primeira fase dos Campeonatos Mundiais deste ano. O sorteio dos grupos foi realizado nesta semana, e as equipes brasileiras já começam a analisar seus rivais.
 
O time júnior irá enfrentar quatro equipes europeias fortes: Noruega, Montenegro, Portugal e Hungria. A Costa do Marfim completa a chave A da competição, que acontece de 1 a 15 de julho, em Debrecen, na Hungria.
 
"Os times da Europa são tradicionalmente muito fortes, é um continente com muita tradição no handebol. Sem dúvida, é um grupo muito difícil", analisa o técnico Cristiano, que aponta as donas da casa e a Noruega, tradicionalmente uma das favoritas à taça, como as principais adversárias desta fase. Quatro times irão avançar às oitavas-de-final.
 
O treinador, no entanto, ressalta que as brasileiras já acumulam muita informação sobre a forma de jogar das europeias, o que pode facilitar a adaptação na hora de enfrentá-las e evitar surpresas. O time nacional conquistou a vaga para o Mundial ao se sagrar campeão pan-americano.
 
O primeiro adversário do Brasil será a Hungria, que pôde escolher seu grupo. O técnico húngaro afirma que sua meta é terminar em primeiro lugar na chave.
 
"Se isso acontecer, poderemos pegar Eslovênia ou China na fase seguinte. Estamos satisfeitos com nosso grupo", diz Vladimir Golovin, aponta os Grupos C e D como os mais difíceis do torneio.
 
A equipe brasileira juvenil também terá dificuldades na primeira fase do Campeonato Mundial, de 7 a 19 de agosto, em Kielce, na Polônia. As brasileiras enfrentarão as donas da casa, a Alemanha, a Romênia, a Eslováquia e Angola no Grupo A.
 
"Considero o grupo mais complicado, vamos jogar contra o país-sede e quatro equipes europeias. Acho que desse grupo sairá o campeão", avalia o técnico Daniel Suárez, que também liderou o time na conquista do Pan juvenil e da vaga no Mundial.
 
O treinador, no entanto, diz estar otimista. Se o Brasil se classificar bem na primeira fase, pode ter cruzamentos mais tranquilos nas oitavas de final. Os quatro mais bem colocados de cada grupo avançam.
 
"Nossas equipes têm experiência nos clubes e acredito que estarão bem preparadas. Vamos estudar cada adversário e depois pensar nos cruzamentos", afirma.
 
Conheça os grupos do Mundial júnior:
 
Grupo A: Hungria, Noruega, Brasil, Portugal e Costa do Marfim
 
Grupo B: Rússia, Coreia do Sul, Eslovênia, China, Chile e Islândia
 
Grupo C: Dinamarca, Holanda, Romênia, Angola, Japão e Paraguai
 
Grupo D: França, Alemanha, Espanha, Croácia, Egito e Suécia
 
Conheça os grupos do Mundial juvenil:
 
Grupo A: Alemanha, Romênia, Polônia, Brasil, Angola e Eslováquia
 
Grupo B: Hungria, Dinamarca, Egito, Suécia, Chile e Croácia
 
Grupo C: Noruega, Rússia, Japão, China, Holanda e Argentina
 
Grupo D: Coreia do Sul, França, Espanha, Tunísia, Cazaquistão e Montenegro
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook