Prêmio Hipismo Brasil condecorou os melhores do ano 2017 com homenagens

Campeões de todas as modalidades em flash de comemoração / Foto: Luis RuasCampeões de todas as modalidades em flash de comemoração / Foto: Luis Ruas

São Paulo - A premiação dos melhores do ano de 2017 promovido pela Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) na noite da terça-feira, dia 24, na Sociedade Hípica Paulista, reuniu os campeões, familiares, personalidades do esporte e homenageados especiais.
 
Primeiramente Ronaldo Bittencourt Filho, presidente da CBH no ciclo olímpico até 2020, recebeu cavaleiros e amazonas vencedores do ranking em nove modalidades para uma foto especial no palco antes do início da cerimônia de premiação.
 
Com a palavra Bittencourt Filho fez um pequeno apanhado dos principais resultados em 2017 como as conquistas de medalhas de ouro nas Copas das Nações em Hickstead (Inglaterra), Samorin (Eslováquia) e prata em Calgary (EUA) e destacou as vitórias em GPs 5* na Europa de Pedro Muylaert, Pedro Veniss e Yuri Mansur, além das 16 medalhas por equipes e individuais arrematadas pela nata jovem do hipismo brasileiro no Sul-Americano da Juventude 2017 na Argentina e as medalhas de ouro e bronze de Philip Greenlees e Pietra Bizotto no Mundial FEI Children conquistadas em 1 de janeiro de 2018 na China.
 
Entre os homenageados da noite ainda esteve o jovem talento do enduro José Caio Frisoni Vaz Guimarães líder do ranking de conjuntos e 3º individual no Ranking da Federação Equestre Internacional na temporada 2017. João Victor Oliva, cavaleiro de adestramento vencedor do Prêmio Brasil Olímpico promovido pelo COB e que chegou da Europa na véspera, foi outro homenageado.
 
Eduardo Coelho Barbara, o Dudu, campeão brasileiro Pré-mirim, recebeu um prêmio extra pela conquista do Prêmio Hipismo Brasil Pré-mirim computando mais de 600 pontos. Na categoria de mais alto rendimento no país na modalidade Salto - os rankings brasileiros Senior Top e Indoor - Artemus de Almeida foi o grande nome da temporada, garantindo dois carros 0km pela conquista. Os presidentes de Federações e representantes, que com seu empenho, trabalho e equipe não medem esforços para organizar grandes Concursos e outras importantes iniciativas em apoio ao esporte, também foram homenageados.
 
"O Artemus (de Almeida) é um cavaleiro exemplar e que teve uma campanha irretocável em 2017. Além disso, também é um excelente formador de cavalos e como treinador responsável pela formação de diversos campeões da nova geração do hipismo", destacou Bittencourt Filho.
 
"Agora em 2018 já tivemos grandes resultados e o desafio maior da temporada são os Jogos Equestres Mundiais em setembro em Tryon (EUA), que pode ser considerada a Olimpíada do hipismo. A transparência é sem dúvida uma de nossas marcas no processo de mudança da CBH. Tenho certeza que com o empenho dos nossos atletas, pais e proprietários certamente teremos mais um ano memorável para hipismo brasileiro", ponderou o dirigente ao final da premiação.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

Rio 2016

Hortência dá conselhos ao filho:  "Vila Olímpica é disneylândia sexual"

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook