Giovana Pass e Pedro Almeida garantem índices técnicos para o Mundial

Pedro Almeida com Aoleo: 2º colocado no Grand Prix e 1º índice no Mundial / Foto: Carola MayPedro Almeida com Aoleo: 2º colocado no Grand Prix e 1º índice no Mundial / Foto: Carola May

São Paulo - Giovana Pass montando Zíngaro de Lyw e Pedro Tavares de Almeida com Aoleo registraram índices para os Jogos Equestres Mundiais de Tryon na última sexta-feira, dia 27, durante o Grand Prix do CDI3* - Concurso de Dressage Internacional que está movimentando as pistas do Centro Hípico de Tatuí – International Riding & Dressage Meeting.
 
Giovanamontando Zíngaro de Lyw, dupla que integrou o Time Brasil na Rio 2016, registrou a nota média final de 68,239% e 68,804% com o juiz FEI 5* Peter Holler, da Alemanha. Este foi o terceiro índice do conjunto e os outros dois índices vieram em 2017.
 
Pedro, que também defendeu o Brasil na Rio 2016, com sua nova montaria Aoleo comemorou a conquista do 1º índice rumo aos Jogos Equestres Mundiais de Tryon: 67,978% na nota média final e 69,565% com o juiz Peter Holler. Em 3º lugar chegou Mauro Pereira da Silva Junior com Banzai AMM, que fez 66,739% junto ao juiz 5*, mas fechou com 65,087% e, dessa vez, não atingiu o índice técnico mínimo para o Mundial.
 
O índice mínimo estabelecido pela FEI – Federação Equestre Internacional é de 66%, e para o conjunto se habilitar a uma vaga no Time Brasil de Adestramento é necessário registrar um mínimo de dois índices na nota média final e com juízes FEI 5*, desde que diferentes em cada CDI. O júri do CDI3* em Tatuí é formado por Peter Holler (5*), da Alemanha, Carlos Lucas Lopes (4*), de Portugal, Sandra Smith (4*), da Argentina, Cláudia Mesquita (4*), do Brasil e Max Piraino Lyon (3*), do Chile.
 
Até o momento, cinco conjuntos já têm índice para os Jogos Equestres Mundiais de Tryon. João Victor Marcari Oliva montando Xamã dos Pinhais soma cinco, todos alcançados em CDIs na Europa e Giovana Pass/Zíngaro de Lyw soma três. Com dois índices estão o medalhistas pan-americana Leandro Aparecido Silva montando Di Caprio, registrados em 2017, e João Victor Oliva com Xiripiti TVF, registrados em 2018 em Portugal e com um índice, Pedro Tavares de Almeida com Aoleo.
 
João Victor Oliva também está de passagem por Tatuí acompanhando as provas, exposição e leilão e semana que vem já retorna para Europa para sua rotina de treinos e competições.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

Rio 2016

Hortência dá conselhos ao filho:  "Vila Olímpica é disneylândia sexual"

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook