Fãs encontram local para tietar atletas em Londres

Aglomeração de pessoas que aguardam por atletas em uma das saídas da Vila Olímpica / Foto: Humberto Deveza / EAAglomeração de pessoas que aguardam por atletas em uma das saídas da Vila Olímpica / Foto: Humberto Deveza / EA

Londres - A Vila Olímpica, onde estão hospedados os atletas, fica muito próxima do Parque Olímpico, o principal local de competições dos Jogos de Londres. As moradias também ficam muito perto do Shopping Westfield, o maior da Europa, construído em frente à entrada principal do Parque. Ou seja, não é difícil chegar até um dos "portões" da Vila.

Com toda essa facilidade, fãs e curiosos atravessam o Shopping, em uma boa caminhada de 15 minutos aproximadamente, para tentar pegar um autógrafo, fotografar ou apenas chegar perto do seu ídolo do esporte. Muitos atletas deixam a Vila Olímpica para fazer compras no Shopping e precisam passar por essa espécie de "zona mista".

No entanto, alguns tentam ser o mais discreto possível, abdicando de utilizar os uniformes oficiais de sua delegação ou qualquer adereço que remeta às cores do país e que possa despertar curiosidade nas dezenas de pessoas que ficam à espera de um atleta. 

Pessoas tiram foto mesmo sem saber quem é o atleta / Foto: Humberto Deveza / EAPessoas tiram foto mesmo sem saber quem é o atleta / Foto: Humberto Deveza / EA

Outros, mais descontraídos e afeitos à popularidade, saem com uniforme, adereços, crachá no peito, com a foto e o nome bem visíveis. Não dá outra: em poucos segundos japoneses, sul-africanos e outras nacionalidades mais esparcas cercam o atleta. Se for muito famoso, não sai tão cedo dali. 

Algumas pessoas já pedem uma foto sem nem saber quem é o atleta ou em que modalidade ele compete. Apenas a denominação "Aa" na credencial, que se refere à categoria atleta, já é o suficiente para estabelecer o contato.

Durante a tarde desta quinta-feira, puderam ser identificados pela reportagem do Esporte Alternativo Fabienne St Louis, triatleta das Ilhas Maurício, Danyal Gajiyev, atleta do Cazaquistão, da luta livre, duas jogadoras de futebol da Espanha e outros dois, também futebolistas, também do país basco.

A brasileira Érika Miranda, que foi desclassificada nas oitavas de final da categoria até 52kg no judô, também passou rapidamente pela "zona mista" e disse que foi "triste ter sido eliminada" mas que a medalha de Mayra Aguiar, bronze na categoria até 78kg, havia deixado a judoca bastante feliz.

Durante todos os dias dos Jogos, certamente, haverão fãs em busca de contato direto com seus atletas preferidos, mesmo sem conhecê-los. Este é o clima das Olimpíadas em Londres, aproveitadas ao máximo por quem veio conferir de perto o maior evento do esporte no mundo.

 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook