Fabiana Beltrame decepciona em Guadalajara

A remadora Fabiana Beltrame conquistou a medalha de prata na prova de single skiff feminino peso leve, disputada na manhã de quarta-feira, dia 19 de Outubro, na Lagoa de Zapotlán / Foto:  Wagner Carmo / Inovafoto / COBA remadora Fabiana Beltrame conquistou a medalha de prata na prova de single skiff feminino peso leve, disputada na manhã de quarta-feira, dia 19 de Outubro, na Lagoa de Zapotlán / Foto: Wagner Carmo / Inovafoto / COBGuadalajara - A remadora Fabiana Beltrame conquistou a medalha de prata na prova de single skiff feminino peso leve, disputada na manhã de quarta-feira, dia 19 de Outubro, na Lagoa de Zapotlán, em Ciudad Guzmán, a 122 quilômetros de Guadalajara. Ela foi a primeira remadora do país a ganhar uma medalha em Jogos Pan-americanos - todas as 41 medalhas anteriores do remo brasileiro foram conquistadas por homens.

  Beltrame marcou 7m55s42 e ficou seis segundos atrás da americana Jennifer Goldsack, que completou a prova em 7m48s77. Yaima Velazquez conquistou o bronze, com 8m02s59. Foi a segunda medalha do remo brasileiro nos Jogos Pan-americanos - na véspera, o barco dois sem, formado por Alexis Mestre e João Borges Júnior, tinha conquistado a prata.

A prova ficou concentrada desde o início entre Beltrame e Goldsack. A brasileira liderou os primeiros 500 metros, mas perdeu força ainda na primeira metade da prova. Goldsack passou então a imprimir um ritmo forte e praticamente assegurou o ouro a 500 metros do fim, quando aumentou a distância para Beltrame.

Na saída da lagoa, a brasileira foi abraçada por boa parte da equipe, que ficou no deque para recepcioná-la após a premiação. A medalha de prata no pescoço suscitou a curiosidade das remadoras, que fizeram questão de tocá-la. "Fico meio engasgada com a perda da medalha de ouro, mas, por outro lado, fico feliz de ter participado de uma conquista inédita para o remo do país", contou Beltrame, que não buscou justificativas. "A Jennifer remou melhor do que eu. Simples assim".

Campeã mundial em setembro na Eslovênia, a remadora explicou que o ciclo do atleta é feitos de picos de performance. "Talvez tenha tido um pico de rendimento lá, que é seguido por momentos de queda, antes de voltar ao topo. Talvez tenha sido isso que aconteceu hoje", arriscou. "A medalha é de prata, mas é bonita", comentou. Beltrame quer agora decidir nas próximas semanas uma estratégia para buscar uma vaga nos Jogos Olímpicos Londres 2012. A prova de single skiff feminino não está no programa olímpico e ela terá que escolher uma parceira para formar um barco no double skiff - outra decisão em vista é se continua na categoria peso leve (até 59 kg) ou passa para a categoria normal, em que os atletas têm, em média, 68kg. "São escolhas que tenho que fazer, mas penso em resultados olímpicos apenas em 2016", afirmou.

Nas outras finais do dia, o Brasil terminou em sexto lugar nas provas de quatro sem masculino, four skiff feminino e oito com masculino.

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook