Sargis conquista primeiro ouro masculino do Brasil em Pan-Americanos

Sargis Khachatryan de vermelho / Foto: RuivaFight arquivo CBWSargis Khachatryan de vermelho / Foto: RuivaFight arquivo CBW

Peru - A equipe brasileira fez história no Pan-americano de Wrestling 2018, disputado de 3 a 6 de maio, em Lima, Peru. Sargis Khachatryan da categoria até 55kg, estilo greco-romano, conquistou a primeira medalha de ouro masculina nacional em Pan-americanos. Joílson Júnior até 67kg, Angelo Moreira até 77kg e Marat Garipov até 60kg ficaram com a medalha de bronze em suas respectivas categorias.
 
Os grequistas terminaram em terceiro lugar geral atrás apenas de Estados Unidos e Cuba, respectivamente. A quinta medalha veio com a lutadora Lais Nunes, que ganhou a medalha de prata na categoria olímpica até 62kg do wrestling feminino.
 
"Estou muito feliz pela medalha e pela competição em si. Ser o primeiro medalhista de ouro masculino no Brasil ainda me deixa mais entusiasmado. O estilo greco-romano conquistou o terceiro lugar, o que prova que a equipe toda é forte. Agora é treinar mais forte para ficar entre os primeiros colocados em todas as competições", afirmou Sargis, armênio de nascimento, que vive em São Paulo e é naturalizado brasileiro desde 2016.
 
O torneio também classificou os três primeiros colocados das categorias olímpicas para os Jogos Pan-americanos 2019, também, em Lima, Peru. Como o wrestling oferta dois terceiros lugares, Marat Garipov, Angelo Moreira e Joílson Júnior tiveram que fazer uma luta extra para definir o melhor terceiro. Joílson Júnior venceu e garantiu a vaga na categoria até 67kg. A  outra vaga ficou Lais Nunes, segunda colocada na divisão até 62kg. A  goiana venceu Jacqueline Rentería, duas vezes medalhista olímpica de bronze em 2008 e 2012 por 9 a 4, e ficou com a prata depois de uma luta acirrada e vencida pela cubana Jaquelin Stornell por 5 a 4.
 
"Estou feliz pela vaga nos Jogos Pan-americanos de 2019 e espero poder seguir vencendo para disputar esta competição pela primeira vez na minha carreira. Feliz, mas não satisfeita, pois não venci a final por detalhes. Então vou treinar para corrigir esses erros para as próximas batalhas", afirmou Lais Nunes, campeã pan-americana em 2016 e de volta ao pódio após um sétimo lugar em 2017, no Pan de Lauro de Freitas- BA.
 
O número de medalhas poderia ser ainda maior. Aline Silva machucou o joelho direito ainda na primeira luta e foi preservada pela comissão técnica da disputa por medalhas na categoria até 76kg para não agravar a lesão. A lutadora vai realizar exames para saber a gravidade da lesão. No estilo livre, o destaque foi paulista Marcos Oliveira Júnior, quinto lugar, com apenas 19 anos em sua estreia em competições internacionais.
 
A equipe nacional disputa agora os Jogos Sul-americanos de 5 a 7 de junho em Cochabamba, Bolívia.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook