Rio 2016™ marca presença no Mundial de Barcelona

Abertura do Mundial de Barcelona / Foto: DivulgaçãoAbertura do Mundial de Barcelona / Foto: Divulgação

Barcelona - Sete integrantes do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016™ estão acompanhando a 15ª edição do Campeonato Mundial de Desportos Aquáticos da Fina, que teve início na sexta-feira, dia 19 de Julho, em Barcelona, na Espanha. 
 
Profissionais das áreas funcionais de esportes, instalações e operações de imprensa participarão de diversas atividades para conhecer o evento a fundo e trazer para a organização dos Jogos Rio 2016™ informações, tendências e ideias que possam ser usadas na competição.
 
A equipe será formada pelo coordenador de Competição Esportiva responsável pelos desportos aquáticos, Walter Russo; o líder de competição de desportos aquáticos, Ricardo de Moura; a líder de competição do nado sincronizado, Roberta Perillier; a líder de competição da maratona aquática, Christiane Fanzeres; o consultor em Operações e Serviços aos Fotógrafos, Bob Martin; o gerente do Centro Principal de Imprensa, Fábio Corrêa; e a gerente de Projetos da Área de Instalações, Ângela Ferreira.
 
O Mundial de Barcelona reúne todas as disciplinas dos desportos aquáticos – natação, nado sincronizado, saltos ornamentais e polo aquático – e vai agitar a cidade que recebeu os Jogos Olímpicos de 1992 até o dia 4 de agosto.
 
“Faremos reuniões com o comitê local e os comitês técnicos de cada disciplina. Vale lembrar que o Campeonato Mundial tem muitos eventos olímpicos e não olímpicos, portanto é muito maior do que os Jogos Olímpicos. Na natação, por exemplo, o Rio 2016™ terá cerca de 950 atletas, enquanto lá em Barcelona serão 1.300. Vamos acompanhar o período pré-competição, a estrutura logística operacional e todos os detalhes do evento”, afirmou Walter Russo, que já está em Barcelona. No dia 5 de agosto ele e Ricardo de Moura embarcam para Montreal, no Canadá, onde acompanharão o Mundial de Natação Paralímpico.
 
Ângela Ferreira, por sua vez, vai visitar as instalações de competição e de treinamento e conhecer toda a infraestrutura do evento. “O foco é entender a operação de esportes e suas variáveis. Isto é, estudar todas as áreas necessárias para os atletas, tecnologia, logística, entre outros detalhes”, disse.
 
Já Fábio Corrêa vai observar as operações de imprensa e como os profissionais estão cobrindo o evento. “Vamos estreitar o canal de diálogo que temos com a federação (Fina) e as agências de notícias. Verificar tendências e novidades relacionadas à cobertura do evento, erros e acertos da organização para entender o que poderemos usar aqui no Rio 2016™. Vou me encontrar também com Bob Martin, nosso consultor em operações e serviços aos fotógrafos”, explicou.
 
O britânico Bob Martin é uma das maiores sumidades quando o assunto é fotografia esportiva. Vencedor de inúmeros prêmios internacionais é o único fotógrafo da revista norte-americana Sports Illustrated baseado fora dos Estados Unidos, trabalho que realiza há mais de 20 anos. No Rio 2016™ terá como missão estudar os melhores ângulos e posicionar cerca de 1.400 profissionais de imagem nos locais de competição.
 
“Ele é o nosso garoto de ouro. Nos eventos-teste dos Jogos Olímpicos de Barcelona 1992 foi ele que teve a ideia de posicionar uma escada que o possibilitou tirar a foto que marcou aquela competição, na piscina de saltos ornamentais, com a Sagrada Família (igreja de autoria do arquiteto modernista Antoni Gaudí, que é uma das principais atrações turísticas da cidade espanhola) ao fundo”, disse Fábio.
 
No sábado começaram as maratonas aquáticas (prova de 5 km para homens e mulheres), nado sincronizado e saltos ornamentais. O polo aquático começa domingo e a natação somente no dia 28 de julho. A maior novidade da competição é o high diving, que pode ser traduzido como salto de penhasco. Para os homens, os saltos terão incríveis 27 metros, e 18 para as mulheres.

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook