CBPM homenageia Felipe Nascimento e Yane Marques

Medalhista olímpica de bronze em Londres 2012 e jovem atleta olímpico deixaram suas marcas / Foto: DivulgaçãoMedalhista olímpica de bronze em Londres 2012 e jovem atleta olímpico deixaram suas marcas / Foto: Divulgação

São Paulo - O Pentatlo Moderno teve dois representantes entre os 10 primeiros homenageados no espaço Pernambuco Imortal, que começou a ser montado na Arena Pernambuco. Felipe Nascimento, 24 anos, e Yane Marques, 34 anos, deixaram suas marcas no estádio da capital Recife, no espaço criado para homenagear atletas de paratletas do estado que se destacaram no esporte nacional.
 
"Fiquei muito feliz com a homenagem. Poder deixar minha marca, meus principais títulos e minha foto num local junto com grandes outros atletas do Estado de Pernambuco é uma honra", Felipe fala da emoção do momento.
 
O número 4 o ranking nacional da Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno (CBPM) foi revelado no PentaJovem, projeto que a CBPM mantém para a descoberta e formação de novos nomes no esporte. Felipe chegou à modalidade olímpica que reúne natação, esgrima, hipismo e laser-run (tiro a laser e corrida) em 2009 e até então acumula vários títulos nacionais e internacionais.
 
Dentre eles estão o ouro na estreia do Pentatlo Moderno nos Jogos Sul-Americanos, em Santiago 2014, um título Brasileiro (2014) e um vice-campeonato Sul-Americano (2013). O pernambucano ainda representou o país nos Jogos Olímpicos Rio 2016, ao lado de Yane Marques.
 
"Nós atletas batalhamos tanto, abdicamos de tantas coisas na vida e um reconhecimento desse porte me traz muita alegria e vontade de continuar me dedicando cada vez mais a minha carreira esportiva. E que essa iniciativa sirva como fonte de inspiração para tantos outros jovens amantes do esporte", Felipe comemora.
 
Recordista nacional - Já Yane Marques quebrou todos os recordes do Pentatlo Moderno brasileiro. A atual vice-presidente da Comissão de Atletas do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e membro da Comissão de Atletas da CBPM foi a primeira pentatleta latinoamericana a conquistar uma medalha olímpica ao faturar o bronze em Londres 2012.
 
Além disso, a porta-bandeira do Brasil em Rio 2016 tem um vice-campeonato Mundial (2013), uma prata na Final da Copa do Mundo (2009), dois ouros e uma prata nos Jogos Pan-Americanos (Rio 2007, Toronto 2015 e Guadalajara 2011, respectivamente), um pentacampeonato Pan-Americano (2007, 2009, 2010, 2012 e 2014), dentre vários outros títulos.
 
A lista de homenageados no Pernambuco Imortal deve chegar aos 50 atletas. Os nomes estão sendo escolhidos pelo Conselho Estadual de Esportes e Lazer. Os ex-jogadores de futebol Rivaldo e Ricardo Rocha já estão confirmados entre os próximos.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook