Pentatlo Moderno define atletas que vão a Cochabamba 2018

Ieda Guimarães em ação / Foto: Divulgação/UIPMIeda Guimarães em ação / Foto: Divulgação/UIPM

São Paulo - O Brasil definiu seus dois representantes para as disputas do Pentatlo Moderno nos Jogos Sul-Americanos Cochabamba 2018. Ieda Guimarães, 17 anos, e Victor Aguiar, 20 anos, são os pentatletas do país que estarão na competição da Bolívia, que vai de 26 de maio a 8 de junho. As provas da modalidade olímpica que reúne natação, esgrima, hipismo e laser-run (tiro a laser e corrida) serão disputadas de 6 a 8 de junho.
 
Tanto Ieda quanto Victor foram revelados no PentaJovem-RJ, projeto que a Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno (CBPM) mantém para a descoberta e formação de novos nomes no esporte. Ela é oficialmente da categoria Jovem A, para atletas com até 18 anos, e ele, da Júnior (de 19 a 21). Mas nem por isso não deixam de ter experiência em eventos seniores do Pentatlo, como será em Cochabamba.
 
Victor, por exemplo, está na modalidade há quase oito anos. Nesse período, além de várias competições nacionais, o carioca já esteve em eventos internacionais na Hungria, Egito, México, Chile e Argentina. O pentatleta também competiu na Bolívia, no final do ano passado, no evento-teste dos Jogos de Cochabamba.
 
"É a minha competição alvo do ano. Por isso, com certeza será um torneio de muita importância. Vai ser minha primeira participação em um grande evento, onde poderei representar meus treinadores, meu clube, meu país e os grandes atletas que nos defenderam nos anos anteriores", Victor se entusiasma.
 
Ano cheio - Enquanto Victor já visitou mais de cinco países em seus quase oito anos de Pentatlo Moderno, Ieda tem menos carimbos em seu passaporte em iguais oito anos na modalidade. Mas na atual temporada, a carioca já está correndo atrás.
 
Em fevereiro, ela fez sua estreia no circuito da Copa do Mundo, no Egito. Até então, ela só tinha participado de uma competição fora do país. Foi na qualificação americana para os Jogos Olímpicos da Juventude Buenos Aires 2018, em setembro de 2017, no México; ocasião em que se garantiu no torneio da Argentina, em outubro.
 
No mês passado, Ieda voltou a cruzar o oceano, mas desta vez para o Campeonato Mundial Jovem, em Portugal. Neste fim de semana, ela voltou ao país europeu para o Troféu Internacional Jovem.
 
A ida da carioca para a Bolívia será, como nos torneios disputados até então, um treinamento intenso para os Jogos Olímpicos da Juventude.
 
"Participar dos Jogos Sul-Americanos será muito bom, pois competirei com vários atletas muito experientes e isso ajudará muito na minha preparação para os Jogos Olímpicos", Ieda comemora. "Os treinos estão sendo intensos. Tudo para eu chegar na competição com as minhas melhores marcas", conta.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook