Visitantes levam a melhor na terceira rodada do Paulista A

Pasteur foi incisivo contra Templários. Poli lidera / Foto: DivulgaçãoPasteur foi incisivo contra Templários. Poli lidera / Foto: Divulgação

São Paulo - Sábado, dia 24, foi dia de rodada cheia no Paulista A, com quatro jogos e visitantes indigestos, que venceram em três das partidas.
 
A Arena Paulista foi palco de rodada dupla nervosa. Abrindo o dia, o Pasteur encarou o Templários e começou de forma fulminante, com Gu abrindo o placar no minuto inicial de forma acrobática e Gabriel Oliveira anotando dois tries em sequência antes dos quinze minutos dando tranquilidade para os Galos.
 
O Pasteur se aproveitou de sua maior velocidade e levou o jogo para longe dos avançados do Templários, onde o rival conseguia equilibrar as ações, e a estratégica deu certo, com mais dois tries antes do fim da primeira etapa, encerrada com Gabriel anotando os primeiros pontos do Templários.
 
O segundo tempo viu uma série de cartões distribuídos para os dois lados por infrações e o Templários diminuiu o desnível em relação aos franceses e ganhou bastante terreno nos mauls, mas não conseguiu capitalizar frente uma defesa sempre segura. No fim, o Pasteur impôs seu físico e selou uma vitória tranquila que mantém a equipe no G4.
 
Na sequência, Band Saracens e Rio Branco entraram em campo buscando a primeira vitória e apesar do domínio territorial e de posse de bola bandeirantina ao longo de toda primeira etapa, a equipe parou na defesa Pelicana e nos próprios erros de manuseio e na pressa em definir, saindo do primeiro tempo com apenas 5 a 0, tendo ainda um try anulado devido uma confusão generalizada que resultou em duas expulsões ainda com quinze minutos de jogo.
 
No segundo tempo, o Band colocou os nervos no lugar e melhorou seu aproveitamento nas investidas ao ataque, enquanto o Rio Branco só saía do campo de ataque em iniciativas individuais. No fim, o Band apertou o passo de olho no ponto extra e JP, que entrou no segundo tempo, resolveu, com dois tries.
 
O principal palco do Rugby brasileiro viu mais uma atuação irrepreensível da Poli que não deu chances ao SPAC, dono da casa. Os politécnicos garantiram um penal try logo aos dois minutos e ampliou com João Rafael "MIB" aos oito. O SPAC buscou nivelar as ações mas mas saiu em desvantagem de 21 a 5 ao fim da primeira etapa. O SPAC ensaiou uma reação no início do segundo tempo com um penal de Raj Spago, mas o domínio foi total dos visitantes, que aproveitaram a indisciplina alviceleste e resultou em três cartões amarelos, para anotar nada menos que cinco tries na etapa final, conquistando a maior vitória de sua história diante do SPAC.
 
O duelo mais esperado do dia era o clássico do Vale entre Jacareí e São José, e os joseenses frustraram a torcida que foi até o Balneário para ver os Jacarés garantir o terceiro triunfo do ano. A partida foi equilibrada do início ao fim, com o time da casa abrindo o placar apenas aos 16 minutos com Ariel, recém-eleito revelação do ano no Rugby brasileiro. Aí entrou em ação o nome do jogo, Gabriel Costa e seus chutes precisos, anotando o primeiro de seus seis penais na partida cinco minutos depois.
 
O Jacareí optou pelo jogo terrestre e anotou outros dois tries convertidos, respondido por apenas dois tries da Fênix, fechando o primeiro tempo em 21 a 16. O segundo tempo foi do São José, que aproveitou as infrações cedidas pelo time da casa para virar, com três chutes certeiros em quinze minutos. A partida se manteve em aberto até o fim, quando Costa anotou mais um chute que selou o terceiro triunfo do São José na competição.
 
As equipes do estado descansam durante o feriado e a quarta rodada se inicia na semana seguinte, com líderes em campo.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook