Especialista dá dicas para correr bem a São Silvestre

Especialista dá dicas para correr bem a São Silvestre / Foto: SOCESP e São Silvestre e Federação Paulista de AtletismoEspecialista dá dicas para correr bem a São Silvestre / Foto: SOCESP e São Silvestre e Federação Paulista de Atletismo

São Paulo - A tradicional Corrida Internacional de São Silvestre movimenta multidões, desde corredores profissionais até os amadores. São pessoas que desejam provar o seu limite ou autossuficiência, além de entusiastas.
 
Em sua 91ª edição, o evento, que recebe em média 30 mil atletas e amadores nacionais e internacionais, é considerada a principal disputa de rua da América Latina, exigindo preparo, empenho e dedicação dos participantes.
 
Segundo o professor e educador físico Natan Daniel da Silva, diretor científico do Departamento de Educação Física da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (SOCESP), o preparo para as provas deve ser de no mínimo seis meses, iniciando-se com um checkup com o  médico cardiologista para saber se o participante tem condições de iniciar os treinamentos.
 
Para evitar lesões, salienta, é fundamental evitar o excesso de treino, procurar um profissional de educação física especializado em corridas para fazer uma avaliação prévia e a prescrição de treinamentos adequados à atividade, além do auxílio de um profissional de nutrição esportiva, que indique como será realizada a alimentação, principalmente nos períodos de treino e no dia da prova.
 
O especialista ainda ressalta que o treinamento deve ser gradativo, iniciado de maneira leve, de duas a três vezes por semana e ir aumentando com o passar do tempo. Ele também explica que a ansiedade e a falta de hidratação são impeditivos que inviabilizam a chegada no final da prova, causando um cansaço precoce. 
 
“Para completar a prova com sucesso é fundamental que seja controlada a ansiedade, além de ficar atento à reposição hídrica”, afirma Natan Daniel da Silva.
 
Conforme o professor, dentre os benefícios de ter como foco a participação na São Silvestre, além da disputa, inclui-se a motivação para a realização dos treinos, que reforçam a saúde mental e física.
 
Veja Também: 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook