Serviços

Deseja relaxar a mente depois de um dia repleto de decisões difíceis?

Psicóloga do Esporte, Luara Lobo, dá dicas de como isso é possível / Foto: DivulgaçãoPsicóloga do Esporte, Luara Lobo, dá dicas de como isso é possível / Foto: Divulgação

São Paulo - A correria do dia-a-dia somada ao “boom” tecnológico resultam em uma dificuldade, cada vez maior, das pessoas desligarem a mente do trabalho. Muitas permanecem no escritório até depois do horário.
 
Hoje em dia, muitos trabalham quase 24 horas devido os meios de comunicação. Antigamente, após o término do expediente, todos voltavam para a casa e só iriam resolver os assuntos pendentes no dia seguinte ao abrir novamente o email, por exemplo.
 
Atualmente, quando as pessoas pensam que vão chegar em casa e relaxar ou curtir um final de semana bem tranquilo, eis a surpresa: “plim”, recebem um email ou whatsApp do trabalho diretamente no celular. Ou seja, as pessoas andam para cima e para baixo com o trabalho “a tira colo”.
 
“Por mais que alguns estejam viajando a passeio ou em casa assistindo um filme, o fato de não acontecer um “desligamento” das questões do trabalho, impedem que as suas mentes descansem e, consequentemente, que os seus corpos relaxem inteiramente também”, afirma Luara Lobo, psicóloga clínica e esportiva, da Clínica Llobo Psicologia Esportiva.
 
A correria do dia-a-dia somada ao “boom” tecnológico resultam em uma dificuldade, cada vez maior, das pessoas desligarem a mente do trabalho. Muitas permanecem no escritório até depois do horário.
 
Hoje em dia, muitos trabalham quase 24 horas devido os meios de comunicação. Antigamente, após o término do expediente, todos voltavam para a casa e só iriam resolver os assuntos pendentes no dia seguinte ao abrir novamente o email, por exemplo.
 
Atualmente, quando as pessoas pensam que vão chegar em casa e relaxar ou curtir um final de semana bem tranquilo, eis a surpresa: “plim”, recebem um email ou whatsApp do trabalho diretamente no celular. Ou seja, as pessoas andam para cima e para baixo com o trabalho “a tira colo”.
 
“Por mais que alguns estejam viajando a passeio ou em casa assistindo um filme, o fato de não acontecer um “desligamento” das questões do trabalho, impedem que as suas mentes descansem e, consequentemente, que os seus corpos relaxem inteiramente também”, afirma Luara Lobo, psicóloga clínica e esportiva, da Clínica Llobo Psicologia Esportiva.
 
Pensando nisso, a solução apontada por profissionais de várias áreas é a prática de atividades físicas para relaxar o corpo e a mente. Porém, quem nunca se deparou com a seguinte situação: foi dar aquela corridinha para descansar e correu durante uma hora pensando no trabalho?
 
Luara Lobo explica que a atividade física foi realizada, porém a pessoa continua com a sensação de que não descansou, o corpo pode até ter relaxado, mas a cabeça não. Essa sensação acontece, porque a região do cérebro que é utilizada no campo “trabalho” dessa pessoa, que está o tempo todo resolvendo problemas, tomando decisões difíceis, criando coisas novas, não é a mesma usada no momento em que está correndo, por exemplo. Ou seja, ela pode correr e pensar no trabalho ao mesmo tempo, nada mudará, os estímulos não são concorrentes.
 
“Esse indivíduo precisa realizar uma atividade física onde essa mesma região do cérebro de tomada de decisão, que é usada no trabalho, seja também  ativada no exercício, dessa forma ele será obrigado a desligar os pensamentos do trabalho”, conta a psicóloga clínica e esportiva.
 
Atividades como tênis, beach tennis, praticar alguma luta como o boxe, e outras atividades que tenham a tomada de decisão exigida, a leitura de um oponente presente, farão com que durante a prática dessa atividade os pensamentos estejam no esporte, na estratégia utilizada e não no trabalho. Pode até ser que no jogo, na luta, o indivíduo se saia mal, devido ao cansaço do cérebro, mas ao final da atividade se sentirá descansado da cabeça aos pés o que fará com que o rendimento no trabalho seja melhor.
 
O ideal é experimentar algum esporte para relaxar o corpo e a mente e, ainda, se sair bem no trabalho ou em outras ocupações.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook