Isadora Williams será a porta-bandeira do Brasil na Cerimônia de Encerramento

 Isadora Williams fez história ao ser a primeira brasileira a se classificar para a patinação artística/ Foto: Divulgação Isadora Williams fez história ao ser a primeira brasileira a se classificar para a patinação artística/ Foto: Divulgação

Sochi - Isadora Williams fez história ao ser a primeira brasileira a se classificar para a patinação artística em uma edição de Jogos Olímpicos de Inverno. Em Sochi, a atleta de 18 anos encantou o público russo que a incentivou durante toda a apresentação, mesmo sem conseguir a vaga na final.
 
Em reconhecimento ao talento e dedicação da patinadora, Isadora Williams foi escolhida para ser a porta-bandeira da delegação brasileira na Cerimônia de Encerramento dos Jogos Olímpicos Sochi 2014, marcada para este domingo, dia 23, às 13h15 (de Brasília), no Estádio Fisht.
 
“Esta é a maior honra que eu poderia receber. Estou muito orgulhosa de ser escolhida para carregar a bandeira do meu país e para representá-lo na frente do mundo todo. Eu nunca poderia imaginar na minha vida ser porta-bandeira em uma edição de Jogos Olímpicos”, disse Isadora, ao saber que havia sido escolhida, neste sábado, dia 22. “Esse é um incentivo muito grande para que eu continue patinando. Eu quero ver mais meninas brasileiras patinando e acho que posso incentivá-las também”, completou a atleta.
 
“Isadora representa a nova geração de atletas de esportes de inverno do Brasil. Em Sochi, ela esbanjou simpatia, charme e carisma, conquistando a todos, não só aos integrantes da delegação brasileira. O público russo ficou encantado com ela e aplaudiu muito a apresentação no Palácio Iceberg”, disse o chefe da Missão Brasileira em Sochi, Stefano Arnhold. “A escolha de Isadora para porta-bandeira do Brasil representa as conquistas que estão por vir em Jogos de Inverno e motiva novos atletas para que busquem o esporte como exercício do respeito e da excelência”, completou Stefano. 
 
Em sua primeira participação olímpica, Isadora mostrou talento para competir com as principais atletas do mundo em um dos esportes mais tradicionais do programa olímpico de inverno. Porém, os árbitros não acompanharam a empolgação da plateia russa e a brasileira não conseguiu se classificar entre as 24 primeiras que passaram para a final. “O público foi maravilhoso. Fiquei muito feliz pelo incentivo que recebi. Estou muito orgulhosa de ter conquistado o aplauso do povo russo”, disse Isadora Williams, na ocasião. “Mesmo que eu não tenha patinado com todo o meu potencial, eu ainda estou feliz de ser capaz de representar o meu país no meu esporte. Estar aqui em Sochi foi uma honra e um sonho tornado realidade”, afirmou a atleta, neste sábado.
 
Filha de mãe brasileira e pai americano, Isadora nasceu em Atlanta, nos Estados Unidos. Aos cinco anos, ela teve o primeiro contato com o esporte, quando o pai a levou para um rinque de patinação. Foi paixão à primeira vista. Com dupla cidadania, começou a defender o Brasil nas competições em 2009, quando mandou um vídeo para Confederação Brasileira de Desportos no Gelo. 
 
Dona de grande carisma, atleta parece assumir a missão de ajudar a popularizar os esportes de inverno no Brasil. “O Brasil tem muito potencial. Existem brasileiros que amam e querem representar bem o país. Eles são determinados e treinam duro, apesar da diferença climática. Eu quero muito ver os esportes de inverno crescendo no Brasil e espero contribuir para isso”, afirmou a patinadora.
 
Jaqueline Mourão foi a porta-bandeira do Brasil na Cerimônia de Abertura dos Jogos. Em Sochi, Jaqueline completou a sua quinta-participação olímpica – recorde entre as mulheres – sendo três em Jogos de Inverno e duas em Jogos de Verão. As últimas participações do Brasil em Sochi são de Jhonatan Longhi, no esqui alpino, e do quarteto masculino de bobsled. Longhi participa do slalom neste sábado, 22, a partir das 9h45 (de Brasília). A segunda bateria está marcada para as 13h15. Já o bobsled tem as duas primeiras baterias marcadas para sábado, às 13h30 e 15h. As baterias finais serão realizadas no domingo, às 6h30 e 8h, sempre de Brasília.
 
O Brasil participa dos Jogos Sochi 2014 quebrando recordes de atletas e modalidades classificados para uma edição de Jogos Olímpicos – 13 atletas em sete modalidades, com estreias no bobsled feminino, patinação artística, esqui aéreo e biatlo. O Time Brasil é a maior delegação latino-americana em Sochi.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook