Bobsled do Brasil supera duas equipes em Sochi 2014

Depois da ausência em Vancouver 2010, o quarteto masculino de bobsled do Brasil voltou a participar dos Jogos Olímpicos de Inverno / Foto: DivulgaçãoDepois da ausência em Vancouver 2010, o quarteto masculino de bobsled do Brasil voltou a participar dos Jogos Olímpicos de Inverno / Foto: Divulgação

Sochi - Depois da ausência em Vancouver 2010, o quarteto masculino de bobsled do Brasil voltou a participar dos Jogos Olímpicos de Inverno. Sob a direção do piloto Edson Bindilatti, que esteve em Salt Lake 2002 e Turim 2006, o trenó nacional completou as duas baterias deste sábado, dia 22, e ocupa a 28ª colocação entre as 30 equipes que participam dos Jogos Olímpicos Sochi 2014. 
 
Os brasileiros voltam à pista neste domingo, dia 23, para mais uma bateria, às 6h30 (de Brasília). As 20 equipes mais rápidas nas três primeiras decidas participam da bateria final, às 8h, em uma das últimas competições dos Jogos. 
 
O trenó brasileiro, que é formado também por Edson Martins, Odirlei Pessoni e Fábio Silva, vem diminuindo os tempos das descidas progressivamente, desde os treinos oficiais. Na abertura da competição, neste sábado, não foi diferente. Na primeira bateria, o Brasil fez 56s86, alcançando a velocidade de 131.4km/h. Após alguns ajustes em conversa com o técnico Cristiano Paes, o trenó azul desceu a segunda bateria em 56s74, chegando a 131.7km/h na pista gelada. 
 
Com o total de 1m53s60, o Brasil terminou o dia à frente da equipe Coreia 2 (1m53s75) e do Canadá 3 (1m55s08), que virou na segunda descida. “Estamos muito contentes porque a gente está conseguindo extrair o máximo da pista e do nosso equipamento. A cada descida a gente fica mais rápido, tanto no push (impulso inicial), quanto na pilotagem”, disse Bindilatti, que ainda pensa em alcançar a vigésima colocação que garantiria a participação na quarta e última bateria. “Eu tenho que buscar o máximo de velocidade na saída das curvas para fazer com que o tempo baixe no final. Estamos fazendo de tudo mesmo, fazendo uma linha até mais agressiva, para tentar diminuir ainda mais esse tempo”, afirmou o piloto, que participou dos Jogos de Salt Lake 2002 e Turim 2006 em outras posições.
 
O trenó que somar o menor tempo em todas as quatro descidas conquista a medalha de ouro. Ao final do primeiro dia de disputas, a equipe Rússia 1 (1m50s19) lidera, seguida da Letônia 1 (1m50s23) e da Alemanha 1 (1m50s35). 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook