Omega dá as boas vindas para feras do bobsled em evento no Pavilhão

Esq para dir:Stephen Urquhart, Ivo Ferriani, Christian Steinmann e John Morgan  / Foto: Divulgação OMEGAEsq para dir:Stephen Urquhart, Ivo Ferriani, Christian Steinmann e John Morgan / Foto: Divulgação OMEGA

Sochi - A Omega deu as boas vindas a quatro importantes convidados do Pavilhão Omega, no Parque Olímpico de Sochi, que discutiram sobre a unidade de mensuração Omega introduzida nos Jogos Olímpicos de Sochi e o futuro no monobob.
 
O presidente da Federação Internacional de Bobsled e de Tobogã Ivo Ferriani, o analista de bobsled da NBC John Morgan, o diretor de alto-rendimento da Federação Suíça de gelo/neve Christian Szepessy Steinmann, e o gerente de marketing esportivo da Omega Alain Zobrist responderam perguntas de jornalistas internacionais. 
 
Como presidente da Federação Internacional, Ferriani envolveu-se na preparação e construção da pista para os Jogos Olímpicos de Sochi. Descrevendo a sua experiência em liderar o esporte nos Jogos de Inverno, ele disse: " Nós preparamos estes Jogos como um time. Estou orgulhoso em ter tido uma fantástica equipe comigo. Nós trabalhamos muito duro estes três anos e nos preparamos muito bem". 
 
A Unidade de Mensuração Omega - A Omega orgulha-se em introduzir uma nova tecnologia de cronometragem, a unidade de mensuração Omega. Nos Jogos Olímpicos de Sochi ela foi colocada nos trenós que descem para inspecionar a pista antes da prova começar. O equipamento mede a velocidade, aceleração e força de gravidade e estes dados ficam instantaneamente disponíveis para espectadores e comentaristas de TV. 
 
Antes da introdução desta tecnologia, era proibido qualquer tipo de equipamento de cronometragem nos trenós. Falando sobre como a Federação Internacional mudou as regras para acomodar e introduzir esta nova tecnologia, Ferriani disse: "Quando você recebe uma grande ideia, você tem que achar soluções. Quando a Omega veio até nós com esta proposta, nós prontamente entendemos que seria um grande avanço para o futuro do esporte. Mais uma vez, eu agradeço a OMEGA por nos dar esta fantástica oportunidade de saltar para o futuro". 
 
O comentarista da NBC John Morgan explicou como a informação da unidade de mensuração OMEGA reforça a participação dos telespectadores: "Eles dizem que o bobsled é uma mistura de ciência e esporte. Eu acho que esta tecnologia trará para nosso esporte um avanço significativo e reforçará a teoria que o bobsled é o esporte mais avançado tecnologicamente tanto dos Jogos de Inverno como de Verão".
 
"Esta tecnologia facilitará o entendimento para os telespectadores que não conhecem o esporte, tanto quanto nós. Para mim, ela realmente levará o bobsled para dentro da casa das pessoas e elas passarão a assisti-lo e entendê-lo melhor", completou Morgan.
 
Christian Szepessy Steinmann, da Federação Suíça, explicou que sua equipe usou esta tecnologia para avaliar as largadas. A unidade de mensuração OMEGA fornece aos atletas dados que os ajudam a perceber quais treinos e técnicas resultaram em uma melhora de tempo". 
 
Monobob - Seguindo o debate da unidade de mensuração Omega, o fórum também foi aberto para o monobob - um esporte de inverno dinâmico ideal para atletas que são novos no bobsled ou que gostariam de treinar sozinhos. A OMEGA vêm tendo um papel chave na liderança deste projeto inovador com a colaboração da Federação Suíça e como patrocinadora do Omega Monobob Series. 
 
Para Ferriani o monobob é a melhor forma de deslizar para o futuro. "Eu vejo um futuro brilhante para o monobob e quem sabe um dia, os Jogos Olímpicos terão uma medalha extra para este esporte". 
 
Morgan concorda e afirma; "Eu acho que este é um outro caminho para a Federação Internacional explorar e trazer os jovens para a frente da TV". 
 
De olho nos próximos Jogos Olímpicos, em PyeongChang 2018, Ferriani diz: " Nós temos que manter o bobsled de dois e o de quatro porque eles são a nossa história. O monobob será uma forma de desenvolver nosso esporte em novos países". 
 
Bobsled -  A Omega tem um link direto com o bobsled e pode ser observado voltando no tempo, nos Jogos Olímpicos de 1936, em Garmisch-Partenkirchen, quando a Omega foi a cronometrista oficial dos Jogos de Inverno pela 1ª vez. Desde 2002, a Omega fornece precisos resultados nos eventos organizados pela Federação Internacional de Bobsled e Tobogã. A Omega é também responsável pelo desenvolvimento de tecnologias e ativa na participação em estabelecer o monob como um grande esporte. 
 
 
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook