Copa Brasil de Ilhabela define equipe brasileira de Vela de 2018

Gabriel Pereira ganha pela 1ª vez o título na RS:X masculina e favoritos como Patrícia Freitas, Jorge Zarif e Fernanda Oliveira também são campeões / Foto: Ana Catarina/Lima FilmesGabriel Pereira ganha pela 1ª vez o título na RS:X masculina e favoritos como Patrícia Freitas, Jorge Zarif e Fernanda Oliveira também são campeões / Foto: Ana Catarina/Lima Filmes

São Paulo - O fim da Copa Brasil 2017 neste sábado, dia 16, marca a virada do calendário para a vela brasileira. Os campeões da principal competição do país, que foi disputada ao longo da última semana em Ilhabela, garantiram vaga na equipe nacional para 2018. Nas classes olímpicas, os vencedores foram: Fernanda Oliveira e Ana Barbachan (470 feminina), Geison Mendes e Gustavo Thiesen (470 masculina), Jorge Zarif (Finn), Gabriella Kidd (Laser Radial), Bruno Fontes (Laser), Carlos Robles e Marco Grael (49er), Patrícia Freitas (RS:X feminina) e Gabriel Pereira (RS:X masculina).
 
“Venho treinando desde 2014 com esse objetivo em mente, de ser o número um do Brasil. Esse resultado foi fruto de muito treino”, explica Gabriel, de 23 anos, único velejador que é estreante no time este ano. “É o sonho de todo atleta entrar na Equipe Brasileira de Vela. Espero ter oportunidade de competir no exterior, já pensando no Mundial da Dinamarca do próximo ano, que vai ser uma seletiva de classificação para o país para os Jogos de Tóquio 2020”, explica.
 
Em 2016, Gabriel participou do Vivência Olímpica Rio 2016, organizado pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), a fim de proporcionar a alguns atletas a experiência de estar no ambiente dos Jogos Olímpicos. Foi o mesmo caminho trilhado por Martine Grael nos Jogos de Londres 2012, quatro anos antes de se tornar campeã olímpica no Brasil.
 
Enquanto uma cara nova surge na RS:X, na classe Laser Bruno Fontes volta a fazer parte da equipe, graças à conquista do título da Copa Brasil em Ilhabela.
 
“Isso serve para mostrar meu valor. Depois de ter perdido a Copa Brasil anterior em situações em que não velejei bem, dei um tempo e vi que ainda tenho gás para queimar. Estou motivado a buscar mais uma participação em Jogos Olímpicos”, disse Bruno, que esteve em Pequim 2008 e Londres 2012.
 
A competição também ratificou a força de favoritos como Patrícia Freitas (RS:X feminina), Jorge Zarif (Finn) e Fernanda Oliveira e Ana Barbachan (470 feminina), que mantiveram a hegemonia em suas classes.  Na classe 49er FX, as titulares da Equipe Brasileira são as campeãs olímpicas Martine Grael (que está na disputa a Regata de Volta ao Mundo) e Kahena Kunze. Na classe Nacra 17, a definição da dupla titular está prevista para o Troféu Princesa Sofia, na Espanha, no ano que vem.
 
Veja Também: 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook