Triplo empate na saída dos Doldrums

Vestas 11th Hour Racing, Dongfeng Race Team e team AkzoNobel deixam zona de calmaria quase iguais no caminho a Hong Kong / Foto: Martin Keruzore/Volvo Ocean RaceVestas 11th Hour Racing, Dongfeng Race Team e team AkzoNobel deixam zona de calmaria quase iguais no caminho a Hong Kong / Foto: Martin Keruzore/Volvo Ocean Race

Austrália - A etapa entre Melbourne e Hong Kong da Volvo Ocean Race segue cada vez mais equilibrada. Faltando uma semana para o término da quarta perna, os sete barcos seguem com chances de vitória. Nesta quinta-feira, dia 10 de janeiro, três equipes se destacaram ao deixar a calmaria dos Doldrums, área de ventos fracos e inconstantes próxima à Linha do Equador.
 
Vestas 11th Hour Racing, Dongfeng Race Team e team AkzoNobel , que tem a brasileira Martine Grael, foram os primeiros a sair do Doldrums e pegar rajadas mais rápidas. O calor de quase 50 graus e a falta de ventos foram cruéis com os atletas desde o início da semana.
 
"Foram 24 horas incríveis", disse o velejador norte-americano Mark Towill, integrante do Vestas 11th Hour Racing. "Foi muito quente e muito complicado, mas nos colocamos em uma boa posição e estamos felizes.  Foi um esforço incrível por parte do time. Estamos ansiosos para outra noite emocionante e para alcançar os ventos alísios com uma brisa estável".
 
O Vestas 11th Hour Racing é o líder no relatório enviado na tarde desta quinta-feira, mas a diferença é inferior a uma milha náutica. Literalmente empate técnico triplo!
 
"Ontem à noite tivemos muito trabalho a bordo, nas melhores condições dos Doldrums com chuvas que exigiram uma mudança constante de velas e manobras", disse o navegador espanhol Joan Villa, integrante do MAPFRE. O barco espanhol está em quarto por enquanto.
 
A previsão de chegada em Hong Kong será em 17 de janeiro. Ao todo a quarta etapa tem quase 6 mil milhas náuticas.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook