André Domingos inspira sonho olímpico de atletas | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

André Domingos inspira sonho olímpico de atletas

André Domingos no festival de atletismo / Foto:  PMPP

São Paulo - Um dos grandes nomes do atletismo brasileiro, André Domingos retornou a Presidente Prudente para retribuir um pouco do que a cidade paulistana fez por ele em seus anos como velocista. Com o projeto Velozes em Ação, garimpa talentos do esporte nas escolas da periferia. Alguns já sonham com os Jogos do Rio de Janeiro/2016. Mas, para André, sua maior conquista é dar uma nova vida a muitos jovens e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.
 

André Domingos iniciou o Velozes em Ação há três anos, com um festival de atletismo em Presidente Prudente para selecionar os primeiros alunos para o projeto, entre as escolas da região. "Quando me deram oportunidade, dentro da escola, pude mostrar o meu talento e cheguei a ganhar duas medalhas em Jogos Olímpicos. Não tem outro lugar para achar jovens com talento, estão todos na escola", defende o ex-velocista, bronze nos Jogos de Atlanta/1996 e prata em Sydney/2000, com a equipe de revezamento 4x100 m. 

O projeto atende 120 crianças e jovens entre 9 e 23 anos, desde a fase de iniciação até o alto rendimento, em todas as modalidades do atletismo. O apoio da CAIXA e da Asics ajudou a fortalecer o trabalho do Velozes em Ação, que tem na equipe três técnicos e um fisioterapeuta. A parceria com um supermercado no fornecimento de lanches nos treinos triplicou o número de crianças atendidas.
 
"Muitas vieram por causa do lanche, já que vêm de regiões carentes, acabaram se interessando e permaneceram no projeto", destaca André.
 
De acordo com o ex-velocista, ao menos dois jovens atletas já se destacam como possibilidades para os Jogos do Rio 2016: Gabriel Santos, dos 400 m, e Jeremias Daniel, dos 110 m com barreiras e salto em altura. André também lembra a ótima fase de Bruno Lins, velocista que já orientou e hoje é atleta da Fundacte/Centro de Excelência/Semepp. "O Bruno já foi para a Olimpíada, está correndo muito bem e é espelho para essa garotada, até mais do que eu, porque está em atividade, treinando aqui", diz. 
 
A proximidade da Olimpíada, aliás, servirá como mola propulsora para os novos talentos do esporte, acredita André Domingos. "A criançada vai ver de perto ídolos que não aparecem com frequência na televisão. O atletismo será televisionado, ficará em evidência, e os alunos vão se inspirar, saber que podem chegar lá. Eu também tive meus ídolos, o Robson Caetano, o Carl Lewis, e isso foi importante para mim."
 
Pegada do Bem - Para os jovens atletas do Velozes em Ação, o maior obstáculo é hoje a falta de materiais como sapatilhas, tênis e uniformes. Por isso, eles ganharão o reforço da campanha Pegada do Bem, que percorre as principais cidades do País com o Brazil Run Series/Circuito de Corridas CAIXA. Durante a etapa final da competição, dia 22, em São Paulo, o projeto receberá tênis usados, e em bom estado, arrecadados junto aos corredores. 
 
Os tênis poderão ser doados durante a retirada dos kits de participação da prova, na loja Centauro do West Plaza Shopping, nos dias 20, das 10 às 20 horas, e 21, das 10 às 17 horas. No dia da prova (22), o Espaço Pegada do Bem, montado na arena em frente ao Estádio do Pacaembu, também receberá as doações.
 
A campanha Pegada do Bem foi criada em 2014 com o objetivo de incentivar a prática do esporte por meio da doação de tênis usados, e em bom estado, para jovens atletas de regiões socialmente vulneráveis nas cidades por onde passa o Brazil Run Series/Circuito CAIXA. Em sua estreia, a campanha arrecadou cerca de 900 pares de calçados para mais de 20 instituições e projetos sociais que utilizam o esporte como ferramenta de inclusão social. Neste ano, já foram beneficiadas entidades de Goiânia, Uberlândia, Salvador, Campo Grande, Fortaleza, Recife, Porto Alegre, Brasília, Ribeirão Preto e Curitiba.
 
Doze anos de Brazil Run Series/Circuito CAIXA - Realizado desde 2004, o circuito conta com a chancela da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), e passa por quatro das cinco regiões brasileiras. A competição já teve dez etapas neste ano, em Uberlândia (30/5), Goiânia (7/6), Salvador (28/6), Campo Grande (12/7), Fortaleza (2/8), Recife (9/8), Porto Alegre (30/8), Brasília (13/9), Ribeirão Preto (27/9) e Curitiba (18/10). Na reta final, vai a Belo Horizonte (15/11) e São Paulo (22/11). As 12 corridas somam pontos para o Ranking CBAt/CAIXA de corredores de rua. Os dez primeiros colocados no ranking, no masculino e no feminino, garantem o patrocínio da CAIXA para 2016.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook