Atletismo brasileiro treina forte em busca de medalhas em Guadalajara | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Atletismo brasileiro treina forte em busca de medalhas em Guadalajara

Faltando três dias para o início dos Jogos Pan-americanos Guadalajara 2011, a equipe brasileira de atletismo já conta com 33 atletas na cidade mexicana de San Luis Potosi, que fica a 1.900m de altitude  / Foto: Wander Roberto / Inovafoto / COBGuadalajara - Faltando três dias para o início dos Jogos Pan-americanos Guadalajara 2011, a equipe brasileira de atletismo já conta com 33 atletas na cidade mexicana de San Luis Potosi, que fica a 1.900m de altitude. Até o dia 21 desse mês os atletas treinarão em tempo integral durante o período de aclimatação no Clube Esportivo La Loma. Entre atletas e técnicos reina a confiança por um bom desempenho da equipe e a consequente conquista de medalhas.

Um dos destaques da equipe é a velocista cearense Ana Claudia Lemos, de 22 anos. Atual recordista sul-americana dos 100m rasos, a atleta destaca o trabalho na altitude. "É uma fase muito importante de nossa preparação e está sendo feita em um local que oferece todas as condições necessárias. A temporada 2011 está sendo muito boa para mim e espero coroar com duas medalhas individuais nos 100m e 200m, além de ajudar no revezamento", diz Ana Claudia, que participa do Pan pela primeira vez, lembrando que o trabalho está apenas começando. "Em 2012 tem Mundial e Jogos Olímpicos de Londres".

Outra esperança do time brasileiro é o velocista alagoano Bruno Lins, de 24 anos. Bruno ficou em sexto lugar no Campeonato Mundial de Daegu, em setembro, e agora quer o ouro em sua estreia no Pan. "Estou preparado e pronto para brigar por uma medalha e vou fazer de tudo para que seja de ouro. Não gosto de me preocupar com quem está nas outras raias. Tenho que fazer a minha corrida e chegar na frente dos adversários", afirmou Bruno, que gostou muito do seu primeiro treino na altitude e elogiou as dependências do Clube La Loma.

Sobre as chances de medalhas em Guadalajara, o técnico Ricardo D'Angelo acredita que a equipe consiga cerca de 20. "Esperamos superar a nossa a melhor participação fora do Brasil, que foi em Winnipeg 1999, com a conquista de 16 medalhas. No Rio 2007, ganhamos 23", disse o treinador. Para ele, as provas com mais chances de uma boa colocação da equipe brasileira são o salto com vara feminino (Fabiana Murer) e masculino (Fábio Gomes), o salto em distância com a Maureen Maggi e a Keila Costa, os 800m com o Cleberson Davide, os 100m com a Ana Claudia e o Bruno Lins, os 10 mil metros com o Marilson Gomes, a prova da maratona e os revezamentos.

 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook