Fábio marca 5,65 m no salto com vara e Kléberson faz os 800 m em 1:46.06 | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Fábio marca 5,65 m no salto com vara e Kléberson faz os 800 m em 1:46.06

Kléberson Davide no Daegu Stadium, depois de vencer sua série na fase preliminar dos 800 m / Foto: Miguel Câmara/CBAtDaegu - Fábio Gomes da Silva e Kléberson Davide foram os destaques do Brasil na primeira etapa do Campeonato Mundial de Atletismo, que começou na manhã deste sábado 27 em Daegu, na Coreia do Sul (sexta 26 à noite no Brasil).

Fábio fez 5,65 m na qualificação do salto com vara e foi o quarto melhor a conseguir uma vaga na final, marcada para a próxima segunda-feira 29, a partir das 19:25 (07:25 em Brasília), no Daegu Stadium. Kléberson venceu a Série 5 da fase preliminar dos 800 m com 1:46.06, quarto melhor tempo entre os 24 que disputarão a semifinal, neste domingo 28, às 18 horas (06 horas em Brasília).

Fábio Novamente Finalista - O ano de 2007 foi marcante na carreira de Fábio Gomes da Silva. Bateu o recorde sul-americano que vigorava fazia 22 anos. Depois ganhou o PAN no Rio de Janeiro e foi finalista no Mundial de Osaka. Nas duas temporadas seguintes intercalou bons resultados com apresentações não tão boas. Neste sábado, manhã em Daegu, ele partiu com confiança, como falou depois da prova, na zona mista do Estádio.

"Estava bem e confiante, passei 5,50 m na primeira tentativa, fiz 5,60 m na segunda e 5,65 m na primeira, foi o suficiente. Os seis melhores qualificados fizeram a mesma marca (5,65 m), o que mostra grande equilíbrio", disse o atleta nascido em Campinas. "Estou bem fisicamente e acho que mentalmente também. Mesmo a parte muscular está fortalecida", concluiu. Felizes, os técnicos Elson Miranda e Vitaly Petrov concordaram: "Ele (Fábio) foi muito bem".

Kléberson correu consciente - "Estava pronto, nunca me havia sentido tão bem antes de estrear numa competição desse nível. Queria fazer algo diferente do que fiz nos dois Mundiais anteriores de que participei", disse Kléberson, demonstrando uma alegria contida, que já é uma marca sua.

"O Clodoaldo (do Carmo, treinador) me disse para correr como fiz no Troféu Brasil (quando marcou 1:44.21, seu recorde pessoal). Era a decisão certa. Porém, na prova vi que podia ditar o ritmo, tanto que nos últimos 300 metros, quando o grupo veio para a frente, tive apenas que controlar a distância. Nos últimos 100 metros já sabia que terminaria em 1º (fez o quarto melhor tempo entre todos os participantes da preliminar)", completou o meio-fundista.

Mais brasileiros - Outros dois atletas disputaram a preliminar dos 800 m. Na Série 3, Fernando Lina foi o 7º com 1:51.58. "Não corri bem e com este tempo sei que não vou para a fase seguinte", admitiu, assim que deixou a pista. Na Série 6, Lutimar Paes foi o 5º com 1:48.97 e também não passou de fase. "A prova não teve ritmo forte e fiquei para trás, foi uma pena", disse Lutimar.

A experiente Elisângela disputou o Grupo B da qualificação do lançamento do disco. "Recentemente marquei 62,00 m, que era o exigido para a qualificação aqui. Estava treinando bem, mas o resultado não aconteceu", afirmou a atleta, que tem três medalhas no PAN e que, em Daegu, marcou 56,45 e foi a 11ª. Andressa de Morais, de 19 anos, fez sua estréia no principal evento do Atletismo mundial. No melhor lançamento fez 57,93 m e também terminou em 11º lugar no Grupo A.

Maratona feminina - Na primeira final do Mundial 2011, pódio totalmente queniano: 1-Edna Ngeringwony Kiplagat, 2:28:43, 2-Priscah Jeptoo, 2:29:00, e 3-Sharon Jemutai Cherop, 2:29.14.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook