Lorraine Martins e Erik Cardoso, os "Reis da Velocidade"

Lorraine Martins, ouro nos 100 m  / Foto: Wagner Carmo/CBAtLorraine Martins, ouro nos 100 m / Foto: Wagner Carmo/CBAt

Bragança Paulista - A carioca Lorraine Barbosa Martins (CT-DEO-RJ) e o paulista Erik Felipe Barbosa Cardoso (SESI-SP) ganharam na tarde desta sexta-feira (31/5) o título de “Reis da Velocidade” da 10ª edição do Campeonato Brasileiro Caixa Sub-20, que prossegue até domingo (2/6), no Estádio do Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo (CNDA), em Bragança Paulista (SP).
 
Os dois atletas venceram os 100 m, confirmando o amplo favoritismo da dupla de 19 anos, que disputam a competição nacional da categoria pela última vez. Lorraine e Erik quebraram o recorde da prova do Campeonato, ratificaram índice para o Campeonato Pan-Americano Sub-20 de San José, na Costa Rica (de 19 a 21 de julho) e conseguiram as marcas mínimas para os Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru (27 de julho a 10 de agosto).
 
Lorraine bateu o recorde pessoal e do campeonato na qualificação, com 11.41 (1.1). Depois venceu a semifinal novamente com 11.41, mas com vento de 2.6, acima do permitido. Na final, ganhou com 11.53 (0.0). “Queria uma marca melhor na final, mas fiquei um pouco na largada”, lembrou Lorraine, que assumiu a liderança do Ranking Sul-Americano Sub-20 e o terceiro lugar no Ranking Brasileiro Adulto.
 
Na despedida do Campeonato, Lorraine, que treina com Neusa Aparecida Amaral, comemorou, na verdade, o tricampeonato dos 100 m, já que venceu também em 2017 e em 2018. “Agora, o objetivo é tentar melhorar minha marca no Campeonato Sul-Americano Sub-20”, disse, referindo-se à competição que será disputada nos dias 15 e 16 de junho, em Cáli, na Colômbia.
 
Já Erik Felipe, paulista de Piracicaba, igualou seu recorde pessoal na final ao completar a prova em 10.30 (0.2). O recorde anterior do Campeonato era de 10.32 e pertencia a Vitor Hugo Mourão desde 2015. Na qualificação, Erik venceu a sua série, com 10.39 (0.6) e na semifinal correu os 100 m em 10.24, mas com vento de 3.7.
 
Quarto colocado no Ranking Brasileiro Adulto, Erik havia corrido a prova em 10.30 (0.6), no dia 11/6, também em Bragança Paulista. “Estou muito feliz pelo momento que estou passando. Tenho certeza de que posso melhorar o resultado nas próximas competições”, disse o velocista que começou no atletismo no SESI de Piracicaba, mas agora treina com Darci Ferreira no SESI de Santo André.
 
Lorraine e Erik ainda vão disputar os 200 m no Brasileiro Sub-20. Os dois têm mais coisas em comum, além do fato de um torcer pelo outro. Ambos integraram seleções adultas este ano. Lorraine foi titular do 4x100 m no Mundial de Revezamentos de Yokohama, no Japão, quarto colocado, no dia 12 de maio. Já Erik fez parte do 4x100 m, ganhador da medalha de prata, no Sul-Americano de Lima, no Peru, no dia 25 de maio. Na volta, ele teve dois dias de descanso e treinou apenas na quinta-feira (30/5) para competir no Brasileiro Caixa.
 
Na terceira série de qualificação, o carioca Lucas Rodrigues da Silva (Mangueira do Futuro-RJ), venceu com 10.35 (1.1), superando o índice exigido para o Pan-Americano de Atletismo Sub-20 (10.41).
 
Na final do salto em distância, Andriele Raiana Zander (ASA Ludgero-SC) foi a campeã, com 6,15 m (0.3). Com o resultado, a atleta obteve também índice para o Pan de San José, na Costa Rica.
 
No lançamento do martelo, Helida Letícia dos Reis (AABLU-SC) venceu com 47,14 m, com grande vantagem sobre Ana Clara Beatriz da Silva (Barra Bonita-SP), segunda colocada, com 43,79 m. Helida mantém a tradição das catarinenses da especialidade. “Embora não tenha gostado do resultado, fiquei feliz com o ouro. Perdi um lançamento de mais de 50 m porque o martelo caiu fora da área”, lamentou a atleta, terceira colocada no Ranking Sul-Americano da categoria.
 
Já Gleice Stefanie de Castro (SESI-SP) ficou aliviada com a vitória. Ela obteve a marca de 13,57 m. “Tenho 13,98 m como recorde pessoal, mas tenho certeza de que posso superar dos 14 m em Cáli, no Sul-Americano”, comentou.
 
A competição prossegue neste sábado (1/6), com a disputa de mais duas etapas. Pela manhã, a partir das 8 horas, e à tarde, a partir das 14 horas.
 
Os pódios - 2ª Etapa
 
Salto com vara
1 - Matias Santana Torres (Guarulhos) - 4,28 m
2 - Luan Leszkiewicz (APA) - 4,18 m
3 - João Victor Oliveira Gonçalves (ACA) - 3,78 m
 
Lançamento do martelo
1 - Helida Letícias dos Reis (AABLU) - 47,14 m
2 - Ana Clara Beatriz da Silva (Barra Bonita) - 43,79 m
3 - Tania Milena Ancelmo da Silva (Sogipa) - 43,68 m
 
Arremesso do peso
1 - Gleice Stefanie de Castro (Sesi/SP) - 13,57 m
2 - Rafaela Cristine Maciel de Sousa (Atletismo Poços de Calda) - 12,91 m
3 - Thaila Cristine André (Corville) - 12,74 m
 
100 m (0.0)
1 - Lorraine Barbosa Martins (CT-DEO) - 11.53
2 - Letícia Maria Nonato Lima (UNIFOR) - 11.92
3 - Vida Aurora Caetano (Tornado) - 12.13
 
100 m (0.2)
1 - Erik Barbosa Cardoso (Sesi-SP) - 10.30
2 - Lucas Rodrigues da Silva (Mangueira do Futuro) - 10.32
3 - Thiago Fonseca Santos (Veteranos/BA) - 10.73
 
Lançamento do martelo
1 - João Carlos Percegona de Souza (PM Colombo) - 57,55 m
2 - Sergio Antonio Pelissari Filho (ASEMPAR/Paranavai) - 54,53 m
3 - Caio Felipe Matos Campos (USIPA) - 53,64 m
 
Salto em distância (0.3)
1 - Andriele Raiana Zander (ASA São Ludgero) - 6,15 m
2 - Lissandra Maysa Campos (Instituto Vicente Lenilson) - 5,82 m
3 - Vivica Ifeoma Silva Ilobi (Centro Olímpico) - 7,79 m
 
10.000 m
1 - Evandro da Luz Bandeira (Barra dos Garças) - 32:13.14
2 - Vitor de Oliveira da Silva (FECAM) - 32:31.07
3 - Mario Henrique Alves Brito (Barra do Garças) - 32:51.86
 
Veja Também: