Thiago Braz conquista a medalha de ouro no Mundial de Juvenis | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Thiago Braz conquista a medalha de ouro no Mundial de Juvenis

Thiago salta para o ouro/ Foto: Harley Maciel/CBAt

São Paulo- Esforço não faltou para o paulista Thiago Braz, de 18 anos, que ganhou a medalha de ouro na prova do salto com vara do Campeonato Mundial de Atletismo de Juvenis, nesta quinta-feira 12, no Estádio Olímpico de Montjuic, em Barcelona, na Espanha. Foi a segunda medalha brasileira na competição, que na quarta-feira havia ganho bronze com a catarinense Tamaris de Liz nos 100 m.
 
Para garantir o campeonato mundial, Thiago, nascido na cidade de Marília, quebrou nada menos do que quatro vezes o seu recorde brasileiro juvenil. Ele entrou na prova com 5,35 m, como melhor resultado pessoal, e superou o sarrafo em 5,40 m, 5,45 m, 5,50 m e 5,55 m, sua nova marca.
 
Depois de assegurar o ouro, o atleta da BM&FBovespa, orientado pelo brasileiro Élson Miranda e pelo ucraniano Vitaty Petrov, tentou ainda ultrapassar a marca de 5,65 m, falhando nas três tentativas.
 
Medalha de prata na Olimpíada da Juventude de Cingapura, em 2010, e ouro no PAN Juvenil de Miramar, dos Estados Unidos, em 2011, Thiago é companheiro de treinamento de Fabiana Murer, campeã mundial indoor e ao ar livre do salto com vara.
 
Thiago passou de primeira a marca de 5,55 m, colocando pressão sobre os adversários, e depois optou por ir direto aos 5,65 m. O croata Ivan Horvat ficou com a prata, e o canadense com o bronze - os dois também com 5,55 m, depois de falharem nos 5,60 m.
 
"O Thiago vinha muito bem e tinha confiança de que poderia saltar mais de 5,50 m. Isso não era problema para ele e por isso mostrou toda a tranquilidade do mundo na prova", comemorou o treinador Elson Miranda. "Foi mais uma grande conquista para o atletismo brasileiro e isso me deixa muito feliz."
 
Thiago Braz ficou concentrado mais de um mês no Centro de Treinamento de Formia da IAAF, na Itália, numa preparação exclusiva para o Mundial de Barcelona. Ele recebeu a orientação de Elson e de Petrov, que foi treinador dos recordistas mundiais Sergei Bubka e de Yelena Isinbayeva. Thiago abriu mão até do Troféu Brasil/Caixa para treinar para a brilhante conquista desta quinta-feira.
 
Em uma de suas últimas visitas ao Brasil, Petrov, consultor-técnico da CBAt, disse que Thiago tem potencial para superar os 6,00 m. Ele deu uma amostra disso em Montjuic, palco do torneio de Atletismo da Olimpíada de 1992. 
 
Disco - Na final do lançamento do disco masculino, o catarinense Felipe Lorenzon foi o 5º colocado com 61,18 m, recorde pessoal. O ouro ficou com o jamaicano Fedrick Dacres, com 62,80 m. 
 
Nos 200 m feminino, Tamiris de Liz e Nathalia da Rosa correram a semifinal. Tamiris terminou em 5º na Série 1, com 24.03, e Nathália ficou em 8º na Série 3, com 24.43, seu melhor resultado na prova, resultados que não garantiram participação na final da prova.

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook