Troféu Bandeirantes vira competição decisiva | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Troféu Bandeirantes vira competição decisiva

Ronald Julião no disco / Foto: Fernanda Paradizo / ZDLRonald Julião no disco / Foto: Fernanda Paradizo / ZDL

São Paulo - O tradicional Troféu Bandeirantes, disputado nesse fim de semana no Estádio Ícaro de Castro Mello, no Ibirapuera, foi umas das últimas chances dos atletas buscarem índices para os Jogos Abertos do Interior, que neste ano serão disputados em novembro, em Bauru. 
 
Além disso, serviu para treino para quem está entre os melhores do mundo como Ronald Julião, que defendeu o Brasil na Olimpíada de Londres. Por isso, treinadores de várias cidades escolheram o evento no feriado prolongado para testar o potencial dos pupilos em provas como 5.000 m, 100 m, 200 m e salto em distância. A competição, organizada pela Federação Paulista de Atletismo (FPA), contou com representantes de municípios com tradição na modalidade como São José dos Campos, Piracicaba, São Caetano do Sul e São Bernardo do Campo. Clique aqui para ver os resultados
 
"O evento é de extrema importância no cenário nacional, pois estamos na reta final para os Jogos Abertos. É uma oportunidade também de colocar quem não é federado para correr com os mais experientes e testar. Como estamos praticamente no final do ano, muitos focam 2013. Mesmo assim, eles buscaram as melhores marcas", relatou o treinador do Centro de Excelência Esportiva (CEE) Advaldo Alves. 
 
O professor, que atua no núcleo Joerg Bruder, em Santo Amaro, apontou bons resultados de três garotos neste domingo (14), no Ibirapuera na prova dos 800 m: Wallace Fonseca, Fábio Tintino e David Gomes Prado. "É bom correr com os adultos para pegar experiência e chegar preparado na categoria principal. Os resultados sempre tendem a ser melhores", reforçou David. O jovem do CEE fez o melhor tempo da vida na distância: 2min10s07. Já Fábio Tintino, de apenas 15 anos, foi ainda melhor com 2min05s71. "Mesmo sem a medalha mostramos que podemos alcançar o nível de quem já está pista faz tempo". 
 
Um dos destaques do Troféu Bandeirantes foi o atleta olímpico Ronald Julião. O representante da BM&F Bovespa, que defende a cidade de São Caetano do Sul, está no chamado período de base, após os Jogos de Londres/2012 e alguns dias de férias. "Esse ano, o importante é manter a média de bons arremessos nas provas, mesmo voltando agora depois da Olimpíada. Usei Troféu Bandeirantes como treino, pois meu foco é para 2013", ressaltou Ronald Julião. No lançamento do disco, prova preferida, o atleta fez 59,13 m e ficou com o ouro. No arremesso do peso, mais um primeiro lugar, com a marca 15,85 m.
 
Futuro da marcha atlética - A prova aos poucos quebra preconceitos e é possível ver futuros talentos ganhando mais destaque e aprimorando suas técnicas nas competições promovidas pela FPA. Atleta e coordenador do núcleo da UNASP do Centro de Excelência, Diogo Gamboa, ensina os jovens e os resultados já estão aparecendo. "O processo de adaptação ainda é por tentativa e erro. Não dá certo em outra, a ideia é ir pra marcha. Mas a garotada, inclusive o feminino, está mais rápida e melhora resultados aos poucos. O Leandro da Silva, por exemplo, já está entre os cinco do País a tendência é subir de posição em 2013", explicou Gamboa, vencedor dos 5.000 da marcha.
 
"É uma honra competir com meu professor. É uma motivação e tanto para melhorar meus resultados", disse Leandro da Silva, do CEE, que ficou com a prata com 24min14s18 nos 5.000 da marcha. No feminino, só que na versão de 3.000, dobradinha do CEE. Ouro para Gisele Teixeira da Silva (17min21s60) e prata para Hellen Santos (17min38s36). No início do ano de 2013, os atletas disputarão a Copa Brasil de Marcha, que classifica os três primeiros para a Copa Pan-americana, que será em Lima, no Peru.
 
Dia das crianças de atletismo no Ibirapuera na sexta-feira (12)- O dia das crianças de 2012 foi especial para a garotada de 11 a 17 anos na pista de atletismo do Estádio Ícaro de Castro Mello, no Ibirapuera, em São Paulo. O Circuito FPA reuniu futuros campeões nas categorias Pré-Mirim, Mirim e Menor. O evento contou com representantes de vários clubes do Estado, incluindo o São Paulo F.C., instituições, como o Centro de Excelência Esportiva, e até estrangeiros, como a angolana Madalena Cuyonga, de apenas 14 anos. 
 
A garotada literalmente trocou os presentes, um dia livre para jogar videogame ou para brincar com os amigos, para mostrar talento e dedicação na modalidade, em provas como 75 m rasos, 1.000 m, arremesso de peso e marcha atlética. As atividades foram supervisionadas de perto por uma pessoa que jamais deixou de ser criança: Ana Luiza Garcez, a Animal. Ex-moradora de rua, a atleta saiu do mundo das drogas para brilhar no esporte e hoje é um exemplo para a nova geração. "É dia das crianças e essa garotada quer levar a sério o atletismo. Poderiam estar em casa brincando, mas estão aqui mostrando seu valor. Essa oportunidade é que eu queria ter quando vivia nas ruas na minha infância", contou Animal.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook