BWF confirma classificações e badminton do Brasil avança | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

BWF confirma classificações e badminton do Brasil avança

Badminton brasileiro consegue classificações importantes / Foto: Divulgação CBBdBadminton brasileiro consegue classificações importantes / Foto: Divulgação CBBd

Rio de Janeiro - Tem sido conquista encima de conquistas. Resultados positivos e mais resultados positivos, em uma habitualidade que virou padrão, desde a elevação do Badminton nacional, a partir da atuação de uma equipe interira que prima pela competência e resultados construtivistas, que se soma ao trabalho técnico, estratégico e gerencial dos que estão à frente à frente da CBBd.

Além dos grandes feitos já anunciados, a BWF comunicou as classificações do Brasil para o  Campeonato Mundial Adulto na Dinamarca - Agosto 2014.  
 
O Brasil classificou na " Primeira Chamada", 06 atletas, sendo o mais significativo, em todas as modalidades, o que seria uma feito inédito para o Badminton brasileiro.
 
Foram classificados os seguintes atletas:
 
Na simples masculino: Daniel Paiola
Simples Feminino: Lohaynny Vicente e Fabiana Silva;
Dupla Masculina: Alex Tjong/Hugo Arthuso;
Dupla Feminina: Lohaynny Vicente/Paula Pereira;
Dupla Mista: Daniel Paiola/Paula Pereira e Hugo Arthuso/Fabiana Silva.
 
O Badminton brasileiro tem a possibilidade de classificar mais atletas futuramente, pois a BWF (Federação Internacional de Badminton) realizará outras chamadas até um mês antes da competição, sendo que isso aumenta ainda mais as possibilidades de novos atletas e modalidades estarem classificadas.
 
De acordo com José Roberto Santini, a diretor técnico da CBBd, a estratégia é manter uma Seleção com 10 atletas (inicialmente) e agora 13 atletas, sendo atitude correta e com isso, tem-se uma Equipe com destaques individuais, já que o Badminton não é e não pode ser de apenas um ou dois atletas.
 
O Badminton brasileiro pretende ter a melhor equipe juvenil e adulta da América do Sul, já que é umas das 03 melhores das Américas, posssui hoje 10 atletas entre os melhores das Américas no Ranking BWF, em todas as modalidades, e ainda 10 atletas entre os 120 melhores o mundo e a Equipe entre as 35 melhores do mundo.
 
 Para YOG - Nanjing 2014, o Brasil classificou a atleta Lohaynny Vicente, na posição 20 da classificação para YOG (posição 30, no RK BWF Juvenil), como a melhor atleta das Américas.
 
"Como esta competição não era nosso foco principal, elaboramos um projeto com baixo custo e apostamos na nossa estratégia", diz Beto Santini.
 
"Mais uma vez fomos muito competentes nesta estratégia e mesmo com um resultado inesperado no Peru (coisas que acontecem no alto rendimento), conquistamos nosso objetivo de forma tranquila. O atleta Ygor Coelho, com um projeto particular (a CBBd apoiou em 02 competições, através de um projeto COB/SOI) também obteve a classificação, na posição 21, sendo que obteve a posição 26 no Rk BWF Juvenil, como o segundo melhor atleta das Américas" aponta o diretor técnico.
Estes resultados são muito significativos para o Badminton brasileiro.
 
As conquistas acima demonstram a evolução do Badminton nacional em muito pouco tempo.
 
Para o diretor técnico da CBBd, José Roberto Santini, "as conquistas não são apenas esforço e dedicação, tem muita competência neste processo", finaliza.

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook