Pinheiros estreia no NBB neste sábado

Enterrada do capitão Toledo  / Foto: Ricardo Bufolin / ECP Enterrada do capitão Toledo / Foto: Ricardo Bufolin / ECP

São Paulo - O Pinheiros inicia neste sábado (13) uma longa jornada que se estenderá até maio de 2019 em busca do inédito título de campeão brasileiro. A estreia será às 18h, em casa, no Poliesportivo Henrique Villaboim contra Sendi Bauru, campeão em 2017. O NBB Caixa (Nosso Basquete Brasil) chega à 11ª edição reunindo 14 clubes. 
 
Os dois times chegaram às semifinais do Campeonato Paulista, sendo superados pelo campeão Sesi Franca e pelo Paulistano, atual campeão brasileiro. Nos dois encontros no estadual, uma vitória para cada lado, com vantagem do mandante. Campeão Paulista em 2011, o Pinheiros conquistou seu último título na Liga das Américas de 2013, em Porto Rico. No NBB, tem como melhores colocações dois terceiros lugares, em 2011 e 2012.
 
Na mescla de jogadores formados na base, objetivo maior do clube, com a chegada de atletas experientes como, Betinho, Dawkins, Isaac, Gabriel e Carbonari, o Pinheiros montou uma equipe equilibrada para a temporada 2018-19. A ideia do técnico Cesar Guidetti é de armar a equipe com jogadores polivalentes, que exerçam mais de uma função em quadra.
 
“Não conseguimos chegar à final do Paulista, que era nossa meta, mas vencemos os melhores times durante o campeonato, o que mostra que a equipe chega forte ao NBB. Estamos preparados para os grandes jogos e lutaremos pelas primeiras posições na fase de classificação. A partir dos playoffs, será outro campeonato”, afirma Guidetti.
 
Com o apertado calendário do torneio estadual, o Pinheiros disputou 21 jogos em 63 dias, média de uma partida a cada três dias. “A sequência de jogos do Paulista, não permitiu que treinássemos a parte tática como deveríamos. Agora, finalmente tivemos uma semana cheia para trabalharmos o conteúdo que faltava. Estamos em boas condições, mas o time vai se desenvolver durante a competição”, prevê o treinador pinheirense, Guidetti.
 
Força ofensiva - O ataque do Pinheiros foi eficiente no Paulista. O time chegou à semifinal com 85,5 pontos por jogo, a melhor média da competição até aquele momento. Após sofrer fratura na mão logo na primeira partida, contra o Corinthians, o pivô Renato Carbonari se recuperou, encontrou o seu espaço e buscou a evolução a cada jogo, entrosando-se perfeitamente ao esquema de jogo proposto por Guidetti. 
 
“Todos nós sabemos do potencial do time. Só falta acertarmos os detalhes que costumam definir os jogos entre duas equipes de alto nível. Temos elenco para brigarmos sempre lá em cima (da tabela). No NBB ninguém é favorito, temos de encarar o campeonato jogo a jogo, mas estou certo de que vamos surpreender muita gente”, assegura Carbonari.O segundo jogo do Pinheiros no NBB Caixa será logo em seguida à estreia, segundo-feira (15) contra o São José, também no Henrique Vilaboim. 
 
Veja Também: 
     
 
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook