Terminam as provas do terceiro dia de competições do Brasileiro

Amanhã provas de 200m encerram a competição / Foto: DivulgaçãoAmanhã provas de 200m encerram a competição / Foto: Divulgação

Curitiba - Neste terceiro dia de Campeonato Brasileiro de Canoagem Velocidade 2017 teve início as disputas de Paracanoagem e foram encerradas as últimas provas de 500 metros. A competição que bateu recordes de inscritos com 443 atletas e 41 clubes e associações, termina neste domingo no Parque Náutico Iguaçu, em Curitiba, com as provas de 200 metros.
 
Hoje foram 22 finais disputadas nas categorias Menor, Cadete, Junior, Sênior e Máster. As canoístas Andrea Oliveira e Angela Aparecida fizeram a primeira final feminina do dia e garantiram o ouro no C2 500m Sênior Feminino, prova que agora faz parte do calendário olímpico de 2020. Luciana Costa e Camila da Conceição ficaram com a prata.
 
No Masculino, destaque para os atletas do C1 Masculino Junior que fizeram uma prova acirrada até a chegada. O ouro ficou com Jack Godmman, que sofreu pressão do atleta Sávio Santana toda a prova, e definiu o pódio só nos últimos metros. Sávio ficou com a prata, seguido do atleta Diego Fontes, com o bronze.
 
Na prova de caiaque, o K2 Feminino formado pelas atletas Cinara Barbosa e Bruna Rodrigues, conquistou o ouro após disputar a medalha com as irmãs Vergutz, Ana Paula e Beatriz, que eram as atuais campeãs da prova. O bronze ficou com a dupla Lacy Bianqui e Bruna Gama. “Primeira vez que eu e a Cinara disputamos juntas, e já conseguimos bater a nossa meta que era a medalha de ouro, estou muito feliz, é minha segunda medalha aqui, e amanhã espero mais”, comentou Bruna Rodrigues.
 
As disputas de K4, provas que chamam atenção pela beleza na água, tiveram destaque também pela briga por medalhas, com disputas apertadas. O K4 500m Sênior Masculino fechou o dia de competição com chegada apertada entre os primeiros colocados. O ouro ficou com a equipe formada por Icaro de Jesus, Adilson Nascimento, Gilmar Gomes e Pedro Henrique da Costa.
 
Programa Canoagem Brasileira 2024 - Neste sábado também aconteceu no Parque Iguaçu o lançamento do Programa Canoagem Brasileira 2024, iniciativa da CBCa na busca de fortalecer a base do esporte rumo aos Jogos Olímpicos de Paris em diante. Nesse momento foi realizada a entrega, em parceria com o Ministério do Esporte e o BNDES, de 108 embarcações para nove entidades esportivas. O Projeto Barcos, integrante do Programa Canoagem Brasileira 2024, oferecerá um total de 330 barcos de Canoagem Velocidade, Canoagem Slalom e Paracanoagem à associações e clubes de canoagem em todo o Brasil.
 
"Após Jogos Rio 206 e os resultados que a Canoagem Brasileira mostrou na competição, nós nos voltamos a incentivar a base do esporte no intuito de revelar futuramente outros canoístas medalhistas olímpicos. Portanto, com o auxílio de nossos patrocinadores queremos universalizar a prática da canoagem em todo o território nacional, inclusive em áreas indígenas por meio da parceria com a FUNAI que esteve aqui hoje representada e receberá embarcações para serem entregues no Alto Xingu”, contou o presidente da CBCa, João Tomasini Schwertner.
 
Também estiveram presentes na cerimômia o representante do BNDES, Vinicius Cunha; o assessor especial da Itaipu Binacional, Ricardo Lisboa; gestor do projeto Meninos do Lago, Márcio Bortolini; gerente geral da Sanepar, Antônio Gerardi; a coordenadora regional da FUNAI, Marlinda da Cuesta; chefe da regional da Secretaria de Esporte do Paraná, Marco Aurélio Schemberger; o coordenador de esporte de Curitiba, Felipe Bot; os vereadores do município de Ribeirão Claro, Irani Barbosa e Elias Silva; a diretora do Colégio Estadual do Paraná (CEP), Tânia Acco; a diretora de esportes do CEP, Cláudia Tamura; entre outras autoridades.
 
Para o representante do BNDES, Vinicius Cunha, a parceria com a canoagem começou há sete anos, os resultados logo apareceram e o desenvolvimento do esporte também. “Nosso foco sempre foi o alto rendimento, mas o incentivo à base é fundamental para o esporte como um todo. Os campeões de amanhã começarão nesses barcos do projeto”, disse.
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook