Com feito inédito no ano, Pepê sonha com 2016: “vai ser o auge” | Esporte Alternativo - O site de quem pratica esportes !

Com feito inédito no ano, Pepê sonha com 2016: “vai ser o auge”

Pepê esteve presente no evento-teste da canoagem, recentemente / Foto: Divulgação

Rio de Janeiro – O canoísta Pedro Henrique Gonçalves da Silva, o Pepê, tem motivo de sobra para sorrir no fim deste ano de 2015. O atleta da seleção brasileira de canoagem representou como ninguém o país nas competições internacionais como a Copa do Mundo e faz um balanço positivo da temporada.
 
“Foi um ano muito marcante para a canoagem brasileira, tanto na slalom, como na velocidade. E, para mim, foi um ano especial, pois tive resultados excepcionais. Cheguei a cinco semifinais em etapa de Copa do Mundo na categoria sênior, e isso é inédito, sou a primeiro atleta brasileiro a conseguir isso. 
 
Também peguei uma final no Mundial sub-23, disputado em casa, ficando em sétimo em um prova muito difícil, de nível muito elevado”, elenca o brasileiro, em entrevista ao Globoesporte.com.
 
Com apenas 22 anos, Pepê é considerado uma jóia em processo de lapidação pela canoagem brasileira, regida pela CBCa (Confederação Brasileira de Canoagem). Não à toa, o atleta garante que a modalidade nunca esteve numa fase tão boa e que daqui pra frente deve só melhorar.
 
“Temos hoje a melhor condição para nos tornarmos uma grande potência mundial na canoagem. Treino desde 2009 no alto rendimento, mas o auge da canoagem nacional será daqui a três ou quatro anos. Mas esse é o melhor momento até agora, nunca se teve uma condição assim”, declara Pepê.
 
A escolha do Rio de Janeiro para sediar os Jogos Olímpicos de 2016 ajudou a impulsionar os trabalhos dos canoístas brasileiros, conforme explica Pedro Henrique. “E desde o anúncio do Rio como sede dos Jogos Olímpicos, só trabalhamos para isso, tivemos a chegada de técnicos estrangeiros [como o espanhol Jesus Morlán]. Toda a planificação da canoagem vem sendo feita visando a Olimpíada do Rio”, conta.
 
Até por isso o foco dele e de todos os outros atletas brasileiros para 2016 não poderia ser outro senão as Olimpíadas. O objetivo de Pepê, individualmente, é ousado, como ele mesmo tem consciência.
 
“Eu quero que chegue logo esse momento, pois quero fazer meu melhor e viver essa emoção. E, claro, tenho sonho de fazer história na canoagem slalom e chegar a uma final olímpica, que é muito difícil, eu sei, mas se estiver na final, tudo pode acontecer. Também almejo uma medalha de Mundial sênior, que é muito importante”, conclui o canoísta.
 
Veja Também: 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 
 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook