Campeão olímpico ganha 11kg e quer mais até Rio 2016

Bradley Wiggins / Foto: Getty ImagesBradley Wiggins / Foto: Getty Images

Rio de Janeiro – Três vezes campeão olímpico, o ciclista britânico Bradley Wiggins estabeleceu uma meta inusitada para sua vida em 2014. Na época, com 71kg, tinha o biotipo perfeito para as provas que disputada, em longos percursos de estrada, demandando muita resistência. O objetivo porém era claro: mudar para as competições de pista, que carecem de explosão e, consequentemente mais massa.
 
Para isso, Sir Bradley Wiggins (de tão famoso e reconhecido pelas suas conquistas no esporte, o britânico ganhou o aposto “sir”, como Paul McCartney e membros da realeza) decidiu que precisava ganhar 14 quilos para a Rio 2016. No domingo, nas redes sociais, veio o anúncio de que parte da meta já estava batida.
 
“Meses e meses de trabalho duro na academia, ao lado de uma ótima equipe do time britânico para a prova de perseguição por equipes no Rio”, legendou, no Instagram, uma foto em que trazia os números de seu peso na balança.
 
Wiggins estreou em Jogos Olímpicos em Sydney 2000, quando foi prata na perseguição por equipes. Em Atenas 2004 conquistou seu primeiro ouro olímpico, na perseguição individual, além de uma prata na perseguição por equipes e um bronze no madison. Em Pequim 2008, dois ouros, na perseguição por equipes e individual. Em Londres 2012, mudou para as provas de estrada e foi novamente ouro, dessa vez no contrarrelógio.
 
Aos 35 anos, o britânico chega aos Jogos do Rio para se destacar na perseguição por equipes, seu grande objetivo. A prova, de 4km, será disputada no velódromo, dentro do Parque Olímpico da Barra.
 
Veja Também: