China e Grã-Bretanha levam ouro no segunda dia do ciclismo de pista

Ciclistas disputaram as finais das provas de velocidade por equipe feminina e perseguição por equipe masculina / Foto: Bryn Lennon/Getty ImagesCiclistas disputaram as finais das provas de velocidade por equipe feminina e perseguição por equipe masculina / Foto: Bryn Lennon/Getty Images

Rio de Janeiro - O segundo dia de disputas no Velódromo Olímpico do Rio ficou marcado pela quebra de recordes mundiais e olímpicos. Os ciclistas disputaram as finais das provas de velocidade por equipe feminina e perseguição por equipe masculina, além das classificatórias da das provas de velocidade individual masculina e feminina.
 
Durante as fases classificatórias da velocidade por equipe feminina, a equipe da China bateu o recorde mundial e olímpico com o tempo de 31s928. Entrando na disputa final com muita moral, as chinesas não deram chance para as adversárias e ainda garantiram a medalha de ouro. A seleção da Rússia ficou com a prata e a Alemanha com o bronze.
 
Na prova de perseguição por equipe masculina, os ciclistas da equipe britânica também fizeram bonito levando a medalha de ouro e estabelecendo o novo recorde mundial e olímpico ao cravar 3min50s265. A Austrália ficou com a medalha de prata fazendo 3min51s008 e a Dinamarca com o bronze marcando 3min53s789.
 
Os ciclistas ainda travam uma disputa alucinante durante a fase de classificação da prova de velocidade individual com direito a quebra de recorde olímpico do atleta britânico Jason Kenny que marcou 9s551 durante a sua apresentação.
 
O brasileiro Gideoni Monteiro entra no velódromo para competir no domingo (14) na prova Omnium.

Veja Também: